Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Covid-19: publicado decreto que permite música ao vivo em bares e restaurantes

Apresentações devem ser individuais e sem amplificação de som
08/05/2020 12:47 - Adriel Mattos


O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), assinou decreto que reautoriza apresentações musicais em bares e restaurantes. O texto foi publicado na edição desta sexta-feira (8) do Diário Oficial da Capital (Diogrande).

Os músicos podem se apresentar na modalidade “voz e violão”, desde que a apresentação seja individual e sem amplificação de som, respeitando-se as regras de distanciamento.

Em transmissão ao vivo na rede social Facebook ontem (7), Trad explicou que a "classe artística tem sofrido muito durante esse período de pandemia" e que a medida não aumentará o contágio da Covid-19. A decisão, no entanto, está alinhada com o toque de recolher, estipulado até a meia-noite, ou seja, as apresentações não devem ultrapassar o horário.

MUDANÇAS

A Prefeitura de Campo Grande vai retirar a maioria das restrições impostas a restaurantes durante a pandemia do coronavírus. O município deve publicar nesta semana decreto que retira a limitação de 30% da capacidade dos estabelecimentos, mas mantém outras normas de biossegurança.  A medida pretende diminuir os impactos negativos para a economia e movimentar o Dia das Mães.  

“Estamos organizando um decreto que vai tirar a restrição de 30% [da capacidade], mas que manterá distância mínima de afastamento das mesas e das cadeiras, além de outras normas de biossegurança”, explicou o secretário de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa.  

Na edição de ontem, o Correio do Estado noticiou que a prefeitura deve seguir normas adotadas em outras cidades e já previstas em regulamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), como o espaçamento de 1 metro entre mesas e cadeiras, oferta de álcool em gel aos clientes, uso de máscaras quando os clientes não estiverem consumindo as refeições e estiverem fora de suas respectivas mesas, entre outras regras.

 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...