Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RT-PCR

Covid-19: veja se você está apto a fazer o teste nos drive-thrus

Mato Grosso do Sul está fazendo 940 exames por semana
06/05/2020 09:36 - Ricardo Campos Jr


 

Mato Grosso do Sul está fazendo 940 testes da Covid-19 por semana nos drive-thrus de Campo Grande, Três Lagoas e Dourados. A medida reduz as subnotificações e fornece ao poder público um panorama sobre o avanço do novo coronavírus, mas nem todos podem ou estão aptos a fazerem a coleta. Para isso, é preciso cumprir certos procedimentos e atender a alguns critérios.

Quando a doença começou a ser registrada no Estado, somente os pacientes com quadros clínicos mais graves eram examinados. Isso acontecia porque não havia quantidade de kits suficientes para atender a todos os que apresentavam algum sintoma.

Com a chegada de material enviado pelo Governo Federal e comprado por Mato Grosso do Sul, a situação mudou e mais gente passou a ser testada.

Abaixo, confira as regras para o teste e saiba se você está apto a fazê-lo.

QUE EXAME É ESSE?

O teste feito nos drive-thrus é o RT-PCR (que vem da sigla em inglês reverse-transcriptase polymerase chain reaction). É considerado padrão ouro no diagnóstico da Covid-19 e detecta o material genético do vírus.

Para isso, um cotonete é colocado em cada uma das narinas do paciente para coleta de material, que no Estado é encaminhada ao Laboratório Central (Lacen) ou à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), parceira do Governo.

Lá, a amostra passa por um complexo processamento técnico que termina em um equipamento que vai dizer se há ou não um “pedacinho” do vírus na secreção coletada.

QUEM PODE FAZER?

Geraldo Resende, secretário de saúde de Mato Grosso do Sul, disse ao Correio do Estado que qualquer indivíduo que tenha obrigatoriamente febre associada a pelo menos um dos sintomas da síndrome gripal (tosse, coriza, perda de olfato e paladar, obstrução nasal, dor no corpo, dor de cabeça e dor de garganta).

Além disso, o teste só funciona até o sétimo dia depois que os sintomas começaram. Depois desse tempo, o vírus já não é encontrado no nariz e o exame pode dar falso negativo.

Para quem está com esses sinais há mais de oito dias, é recomendado o teste rápido, parecido com exame de glicemia. Ele vai identificar a presença de anticorpos contra o novo coronavírus no corpo. Estudo chinês revelou que esse tipo de exame é mais eficaz no 13º após o começo dos sintomas.

COMO FAZER

Se você se encaixa no perfil descrito acima, é preciso ligar para um desses números, de acordo com o lugar em que mora: (67) 3311 6263 – Dourados; (67) 3311 6264 – Três Lagoas e (67) 3311 6262 – Campo Grande.

Um profissional vai fazer uma pequena entrevista com o paciente, confirmar alguns dados e informar o dia e horário para coleta, feita em quarteis específicos dos bombeiros em cada uma dessas cidades.

COLETA

Na data agendada, a pessoa vai até o posto. Mesmo quem não tem carro pode testar. Funcionários treinados farão a coleta e o paciente volta para casa e permanece em isolamento até sair o resultado, que pode ser conferido pela internet ou via SMS.

Todos os casos suspeitos são notificados. Até o momento, os drive-thrus testaram 1.356 pessoas, das quais 35 realmente estavam contaminadas.

 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...