Clique aqui e veja as últimas notícias!

CORONAVÍRUS

Cresce número de pessoas internadas pela Covid-19 em Mato Grosso do Sul

Boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira trouxe mais 1.330 casos e 29 mortes pela doença
31/12/2020 13:30 - Daiany Albuquerque


O número de pessoas internadas em Mato Grosso do Sul por Covid-19 cresceu entre a quarta e quinta-feira (31). 

Conforme o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), 670 casos confirmados da doença ocupavam uma vaga em leitos hospitalares. 

Essa é uma das maiores taxa de internações registrada desde o início da pandemia.

Dados apresentados na quarta-feira (30) mostraram que a ocupação dos hospitais cresceu de um dia para o outro com sete pacientes. Segundo o boletim anterior, 663 estavam internados pelo novo coronavírus no Estado.

Últimas notícias

Dos internados hoje, 360 ocupam leitos clínicos, dos quais 239 eram em hospitais públicos e 121 privados, e 310 estavam em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) – 220 da rede pública e 90 da privada.

O boletim de hoje trouxe mais 1.330 episódios da doença e 29 mortes, números muito semelhantes aos apresentados ontem.

A doença está em patamar elevado em Mato Grosso do Sul, que tem taxa de contágio, ou seja, a quantidade de pessoas que podem ser infectadas a cada caso positivo, em 1.10. Isso significa que a cada 100 casos, outros 110 devem contaminados. 

Para que haja regressão da doença o valor recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é menor que 1.

PROSSEGUIR

Ontem o governo do Estado divulgou o novo embandeiramento do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir). Campo Grande deixou a bandeira cinza (risco extremo) e agora voltou para a vermelha (risco alto). 

Feito pelo governo do Estado, em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), o programa tem objetivo de guiar os municípios no trato com a pandemia da Covid-19.

Os dados são da 52ª semana epidemiológica (entre os dias 20 e 26 de dezembro) e as recomendações são válidas para o período de 27 de dezembro a 9 de janeiro, quando outro boletim deve ser emitido.

No mapa apresentado na quarta-feira (30) pela SES, além de Campo Grande, outras 60 cidades estão na bandeira vermelha. Na bandeira laranja (risco médio) são 13, e apenas Inocência está em amarelo (risco tolerável) e nenhum na cor verde (risco baixo). 

Já Dourados, Coxim, Coronel Sapucaia e Nioaque aparecem na coloração cinza.

Em comparação com a última divulgação do Programa, 51 municípios permaneceram na mesma classificação de risco, apenas 11 cidades progrediram e 17 regrediram no grau de risco.

Assine o Correio do Estado