Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Crimes aumentam 170% após flexibilização de restrições em Campo Grande

Em toda a semana, foram 29 presos; apenas nesta segunda, já foram 23
06/04/2020 17:44 - Glaucea Vaccari


Com a flexibilização de funcionamento de diversas atividades, como bancos, restaurantes e comércio, houve aumento de 170% das prisões em flagrante por diversos crimes em Campo Grande, segundo divulgou hoje o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Em toda a semana passada, quando estava valendo restrições ao comércio e circulação, foram 29 autos em prisão em flagrante, enquanto apenas nesta segunda-feira, foram 23.

Segundo o TJMS, as segundas-feiras costumam ter as maiores pautas de audiências de custódia devido a, neste dia, serem analisadas todas as prisões em flagrante ocorridas durante o fim de semana, incluindo sexta-feira.  

No entanto, mesmo nas duas últimas semanas que antecederam o período de quarentena os números foram menores, sendo 13 audiências no dia 9 de março e 15 no dia 16 de março.

Durante a quarentena, houve queda no quantitativo de audiências. Na primeira segunda-feira (23) sob vigência dos decretos municipais, foram apenas sete prisões em todo o final de semana, enquanto na seguinte foram registrados 10 autos de flagrante.  

Com a flexibilização das regras, muita gente deixou de cumprir o isolamento social e aumento da circulação nas ruas e funcionamento de alguns setores, os autos de prisão em flagrante tiveram um salto de 170% em comparação as duas semanas de restrições e de 64 no comparativo com as semanas pré-quarentena.

Crimes cometidos com suspeitos presos foram sete furtos, cinco tráficos de drogas, quatro direções sob influência de substâncias psicomotoras, três casos de violência doméstica, dois roubos, uma receptação e um estupro na forma tentada.

Maioria dos furtos ocorreram em estabelecimentos comerciais, sendo um supermercado, uma choperia no Monte Castelo, uma oficina mecânica na Vila Glória, estacionamento de dois supermecados e uma ONG que atende crianças no Jardim Leblon.  

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.