Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INFLUENZA

Vacina contra gripe vai até 30 de junho em MS

Mato Grosso do Sul até o momento vacinou 86% do público-alvo
25/06/2020 11:28 - Gabrielle Tavares


A campanha de vacinação contra a Influenza termina em 30 de junho. Mato Grosso do Sul até o momento atingiu 86,30% de cobertura vacinal. A estimativa é vacinar 90% das 1.041.808 mil pessoas que fazem parte do público-alvo.

A campanha começou em 23 de março e foi dividida em três fases. Idosos, com 283.140 vacinados, e profissionais de Saúde, com 69.455, são grupos prioritários que ultrapassaram a meta de cobertura. Pessoas com 60 anos ou mais atingiram 115,86% de vacinação e os profissionais de saúde, 116,60%.

Em relação aos indígenas, foram imunizados até o momento 77,62% do total de 77.079. Dos 29 municípios que possuem meta neste grupo prioritário, somente 11 (37,93%) alcançaram a meta proposta de 90%.

Os municípios que estão com a cobertura vacinal dos indígenas abaixo de 90% são Amambai (69,54%), Anastácio (84,63%), Antônio João (77,09%), Aquidauana (70,40%), Aral Moreira (56,53%), Bela Vista (80,97%), Douradina (60,71%), Dourados (46,80%), Guia Lopes da Laguna (70,00%), Juti (75,13%), Laguna Carapã (64,69%), Maracaju (67,64%), Miranda (71,08%), Paranhos (83,55%), Ponta Porã (64,04%), Rio Brilhante (47,54%), Sidrolândia (88,40%) e Tacuru (85,92%).

Referente as crianças, foram vacinadas 120.479 entre 6 meses e 6 anos, o que representa cobertura vacinal de 55,23%. Em Mato Grosso do Sul somente 12 municípios (15,19%) alcançaram a meta proposta para esse grupo: Anaurilândia (101,13%), Bandeirantes (95,70%), Deodápolis (101,07%), Eldorado (93,95%), Itaquiraí (98,64%), Ivinhema (91,29%), Japorã (90,63%), Novo Horizonte do Sul (97,32%), Paraíso das Águas (632,26%), Selvíria (121,88), Sonora (92,97%) e Tacuru (99,67%).

Do grupo das gestantes, foram 15.316 imunizadas, 48,12% do total. Somente 12 municípios (15,19%) alcançaram a meta proposta para esse grupo: Anaurilândia (100,00%), Bandeirantes (116,98%), Eldorado (100,67%), Figueirão (121,74%), Itaquiraí (97,91%), Novo Horizonte do Sul (91,07), Paraíso das Águas (151,61%), Porto Murtinho (101,22%), Rochedo (91,18%), Santa Rita do Pardo (250,00%), Sete Quedas (83,33%), Selvíria (136,84%) e Sonora (91,93%).

O quantitativo de doses aplicadas nos demais grupos prioritários: Comorbidades – 79.279, Portadores de Deficiência – 2.929, População Privada de Liberdade e Adolescentes/Jovens em Medidas Socioeducativas – 14.237, Funcionários do Sistema Prisional – 2.246, Força de Segurança e Salvamento – 12.838, Professores – 24.438, Caminhoneiros – 10.858, Motoristas de Transporte Coletivo – 2.750 e Portuários – 199.

O público-alvo da campanha é formado por idosos, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, profissionais das forças de segurança e salvamento, população privada de liberdade, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional, motoristas de caminhões, transporte coletivo (não incluso taxistas e motoristas de aplicativos) e portuários.

Também integram a população indígena, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias, adultos de 55 a 59 anos de idade e professores da rede pública e privada.

*Com informações da SES

 
 

Felpuda


Candidato a prefeito em cidade do interior tremeu que só nas bases diante da decisão que tirou a corda do pescoço de adversário, liberando o dito-cujo para disputar a eleição.

Como acreditava que o pleito seria “um passeio”, estava até pensando no modelito que usaria no dia da posse.

Agora, teme nadar, nadar e morrer na beira da praia, deixando o terno pendurado no cabide.