Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EDUCAÇÃO

Decisão para retorno das escolas particulares fica para semana que vem

Instituições privadas tem se reunido para planejar a retomada as aulas presenciais
21/05/2020 14:41 - Fábio Oruê


Retorno para a volta das atividades nas escolas particulares de Campo Grande não deve ser decidido nesta semana, mesmo com a reunião entre os representantes das instituições privadas com o Ministério Público (MP) - que aconteceu ontem - para tentar traçar um plano de retomada. 

Conforme o prefeito da Capital, Marcos Trad (PSD), a possibilidade será analisada na semana que vem, com mais reuniões entre Executivo Municipal, escolas e MP. “Semana que vem nós teremos outras reuniões, com planejamento para verificar a possibilidade ou não do retorno das escolas privadas da nossa cidade”, disse ele em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (21).

“Campo Grande tem feito a sua parte. Nós fomos ao Ministério Público, estamos indo aos órgãos de controle a fim de dar um calendário atual principalmente nas séries iniciais”, finalizou Trad.

A prefeitura formalizou, no dia 3 de abril, a manutenção da suspensão das aulas em toda a rede privada de ensino de Campo Grande. A determinação em vigor mantém fechadas as instituições até o dia 31 de maio.

O setor, porém, já planeja a retomada das aulas. Segundo o titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), Luís Eduardo Costa, grupos que representam as instituições de ensino particulares já entregaram dois planos de biossegurança para a pasta, com a intenção de conseguir a retomada das aulas.

 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?