Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COOPERAÇÃO

Definidas ações para conter a covid-19 entre indígenas de três municípios

Termo de Cooperação foi fechado entre prefeituras de Aquidauana, Miranda e Sidrolândia com o Ministério Público Federal
28/08/2020 17:00 - Nyelder Rodrigues


Barreiras sanitárias, disponibilização de insumos, equipamentos de proteção, medicamentos e outras ações foram definidas pelas prefeituras de Aquidauana, Miranda e Sidrolândia em acordo firmado com o Ministério Público Federal (MPF) para garantir a saúde das comunidades indígenas durante a pandemia da covid-19 nesses municípios.

Conforme o documento, o Ministério Público é quem coordenará as ações específicas para as comunidades indígenas nesses municípios, mas o cumprimento da execução dessas ações ficará a cargo do Poder Executivo dos respectivos locais.

Secretaria Estadual de Saúde (SES), Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Comando Militar do Oeste (CMO) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) também participam da cooperação, oferecendo apoio em diversos serviços.

À Sesai, por exemplo, caberá garantir colchões, roupas de cama, máscaras de tecido, entre outros itens para garantir o isolamento dos índices em tratamento da covid-19, garantindo ainda pelo menos 30 leitos de isolamento na Casa da Saúde Indígena, em Campo Grande.

Já o Comando Militar do Oeste deverá prestar apoio logístico para as comunidades, sendo o responsável por levar insumos até os locais de moradia dos indígenas e realizar a preparação e desinfecção dos postos de isolamento criados ali.

Por fim, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul dará apoio técnico aos serviços de saúde e também apoio logístico de transporte aos indígenas residentes em Aquidauana. A universidade ainda se comprometeu a doar álcool para os serviços de saúde, conforme disponibilidade.

Todos os itens podem ser conferidos neste link. O prazo de duração do termo é de seis meses, sendo que não há previsão nenhuma de ressarcimento pelos serviços prestados em seu âmbito. O termo pode ser prorrogado, assim como pode ser rompimento por algumas das partes, desde que a saída da cooperação seja feita com aviso prévio de 30 dias.

 

 

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!