Cidades

Cidades

Delcídio descarta Moka e diz que parceiro será Dagoberto

Delcídio descarta Moka e diz que parceiro será Dagoberto

Redação

17/03/2010 - 07h11
Continue lendo...

O senador Delcídio do Amaral Gomez (PT) classificou ontem como meras e infundadas especulações os comentários de que poderia acertar “dobradinha” com o deputado federal Waldemir Moka (PMDB) na campanha eleitoral para garantir as duas vagas de Mato Grosso do Sul ao Senado Federal nas eleições deste ano. Ele fez questão de reafirmar que o Partido dos Trabalhadores está desenvolvendo projeto de aliança com o PDT e com o deputado federal Dagoberto Nogueira, também pré-candidato ao Senado. “E é neste sentido que, acredito, será consolidada a nossa chapa”. O senador Delcídio do Amaral reforçou que tem defendido que as definições eleitorais da chapa encabeçada pelo ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos passem, necessariamente, pela instância partidária. “Não falei com ninguém que vou dobrar com o deputado Wlademir Moka. Não tem nada disso. Eu estou levando toda a discussão para o partido e não sou biruta de aeroporto para ficar mudando de rumo”, destacou, lembrando que as conversações do PT têm sido com o PDT na chapa majoritária em que, além dele, o principal cotado para disputar a segunda vaga na disputa ao Senado é o deputado federal Dagoberto, não o deputado federal Moka, do PMDB. O senador considera ter sido “mal interpretado” por parte da imprensa quando, questionado no fim de semana, em Campo Grande, lembrou que quando foi eleito “dobrou” com o então senador Ramez Tebet (PMDB) em algumas regiões do Estado, acentuadamente em todo o Bolsão. “Houve uma pergunta, que me pareceu encomendada. Eu disse simplesmente que o quadro para o Senado estava sendo definido em função das coligações. Me questionaram se dobrei com Ramez e confirmei, pois era outra situação naquela época. Hoje, o quadro é outro”, frisou. “Existe um projeto que está sendo desenvolvido com PDT e com Dagoberto e é nesse sentido que acredito será a chapa consolidada”, reforçou. Fidelidade O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) disse ontem desconhecer a suposta “dobradinha” Delcídio e Moka. “Não tenho essa informação. O Delcídio nunca falou disso comigo”, afirmou. O parlamentar disse, ainda, que como pré-candidato ao Senado, fará campanha pedindo votos para o ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos, para si próprio e para o atual senador, Delcídio do Amaral Gomez, frisando ser “isto o que uma pessoa honrada, do bem e com senso ético tem de fazer”. Para o líder do PDT, a sociedade espera retidão nas decisões dos políticos. “Sempre me pautei por todas essas questões e não vou decepcionar meus eleitores”, frisou. O deputado Dagoberto lembrou que a coligação do PDT com o PT não está formalizada, uma vez que depende das convenções de junho, mas frisou que a aliança está explícita faz tempo. “Há intenção nítida do PT de fazer esta aliança. Estamos marchando juntos há um ano e meio”, disse. Sem citar nomes, Dagoberto afirmou ter “muita gente que ainda não entrou na campanha, mas que certamente vai entrar”, assim como outros partidos. “Continuamos conversando com outras siglas para fazer este grande entendimento, em nível de Estado e de direção nacional”, assinalou. Falando ainda sobre os comentários de suposta aproximação de Delcídio e Moka, Dagoberto disse que não vê dificuldades. “Se eleição fosse ganha através de boatos, não haveria necessidade de fazer campanha, nem de votos”, respondeu. “A eleição será decidida por aquele que tiver a melhor proposta, o melhor trabalho”, acrescentou. “O resto é fofoca. Se eu acreditasse em tais conversas, não faria campanha”. Para o deputado, “cometerá grave erro quem subestimar a inteligência do povo”.

UMIDADE DO AR

Quatro municípios de MS estão entre os sete mais secos do Brasil

Coxim (15%), Jardim (15%), Miranda (15%) e Nhumirim (15%) são as cidades que registraram algumas das menores umidades do ar do País

23/07/2024 09h05

Tempo seco requer cuidados, como tomar muita água

Tempo seco requer cuidados, como tomar muita água MARCELO VICTOR

Continue Lendo...

Quatro municípios de Mato Grosso do Sul estiveram entre os sete mais secos do Brasil nesta segunda-feira (22), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Coxim (15%), Jardim (15%), Miranda (15%) e Nhumirim (15%) são as cidades que registraram algumas das menores umidades do ar do País.

Cotriguaçu (MT), Bom Jardim da Serra (SC), Barretos (SP) e Cuiabá (MT) também aparecem na lista.

Das 7 cidades mais secas do Brasil, 4 são de MS. Confira os índices de umidade e a posição no ranking de cada uma:

Tempo seco requer cuidados, como tomar muita águaFonte: Inmet

Temperaturas acima dos 30ºC se tornaram rotina, em pleno inverno, em Mato Grosso do Sul.

Massa de ar quente e seca, que atua no Estado, causa calorão, sol quente, altas temperaturas, tempo seco, céu limpo, baixa umidade relativa do ar e ausência de chuvas.

O Inmet divulgou alerta amarelo (perigo potencial) e alerta laranja (perigo) de baixa umidade relativa do ar para os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Isto significa que a umidade irá variar entre 12% e 30%, com risco de incêndios florestais e à saúde. O alerta vence nesta terça-feira (23) às 19 horas e pode ser renovado. 

Tempo seco requer cuidados, como tomar muita águaAlerta amarelo e laranja de baixa umidade do Inmet. Mapa: Inmet

Umidade relativa do ar é a quantidade de água em forma de vapor dispersa pelo ar. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade indicada é de no mínimo 60%. O instrumento utilizado para medir a umidade é o higrômetro.

RECOMENDAÇÃO

De acordo com o Ministério da Saúde, o tempo seco requer cuidados aos sul mato-grossenses. Confira as recomendações:

  • Não praticar exercícios físicos durante as horas mais quentes do dia
  • Evitar exposição ao sol das 9h às 17h
  • Usar protetor solar
  • Beber muita água
  • Usar roupas finas e largas, de cores claras e tecidos leves (de algodão)
  • Não fazer refeições pesadas
  • proteger-se do sol com chapéus e óculos de proteção
  • Manter o ambiente arejado, com umidificador de ar, ventilador, toalhas molhadas, baldes cheios d’água e ar condicionado

INVERNO

O inverno começou às 16h51min de 20 de junho e terminará às 8h44min de 22 de setembro de 2024.

É caracterizada por clima gelado, tempo frio/fresco, temperaturas baixas e em queda, tempo seco, baixa umidade relativa do ar, pouca chuva e ocorrência de geadas/nevoeiros.

De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão, apesar de ser caracterizada pelo frio, haverá muito mais dias quentes do que frios, nesta estação de inverno, em Mato Grosso do Sul.

Isto significa que haverá dias seguidos de sol, céu limpo, calor e temperaturas mais altas que o normal no Estado. Portanto, este inverno será mais quente e mais seco em comparação ao dos últimos anos.

Mas, como típico da estação, também haverá alguns dias frios e avanço de frentes frias, com temperaturas próximas aos 5ºC e 10ºC. Mas, de fato, as massas de ar frias serão de baixa intensidade, ou seja, haverá pouco frio.

Haverá pouca chuva neste inverno em Mato Grosso do Sul. Chuvas tendem a ficar abaixo do esperado, principalmente entre julho e agosto, no Estado. O índice pluviométrico será irregular, fraco e mal distribuído em Mato Grosso do Sul.

 

Previsão do tempo

Confira a previsão do tempo para hoje (23) em Campo Grande e demais regiões de Mato Grosso do Sul

Tempo segue quente e seco no estado

23/07/2024 04h30

Apesar de amenas durante a noite, tempo segue quente e seco durante o dia

Apesar de amenas durante a noite, tempo segue quente e seco durante o dia Gerson Oliveira / Correio do Estado

Continue Lendo...

Nesta terça-feira (23), a previsão do tempo indica continuidade do tempo quente e seco, com sol e poucas nuvens em Mato Grosso do Sul. As temperaturas seguem estáveis e acima da média, aliado a baixos valores de umidade relativa do ar, entre 10% e 30%.

No domingo (21), Campo Grande registrou a menor umidade relativa do ar no ano até o momento, com registro de 15% entre às 14:00 e 16:00 horas local. Por isso recomenda-se beber bastante líquido e umidificar os ambientes.

Durante a noite e ao amanhecer, as temperaturas mínimas permanecem um pouco mais amenas porém, ao longo do dia, as máximas estarão em rápida elevação devido a presença de ar seco. 

Os ventos atuam do quadrante leste (sudeste/leste/nordeste) com valores entre 40 km/h e 60 km/h. Pontualmente podem ocorrer rajadas de vento acima de 60 km/h.

Confira abaixo a previsão do tempo para cada região do estado:

Para Campo Grande, estão previstas temperatura mínima de 18°C e máxima de 30°C. 

A região do Pantanal deve registrar temperaturas entre 169°C e 34°C. 

Em Porto Murtinho é esperada a mínima de 18°C e a máxima de 32°C. 

O Norte do estado deve registrar temperatura mínima de 16°C e máxima de 32°C.

As cidades da região do Bolsão, no leste do estado, terão temperaturas entre 17°C e 30°C. 

Anaurilândia terá mínima de 16°C e máxima de 31°C. 

A região da Grande Dourados deve registrar mínima de 15°C e máxima de 31°C. 

Estão previstas para Ponta Porã temperaturas entre 15°C e 25°C. 

Já a região de Iguatemi terá temperatura mínima de 14°C e máxima de 30°C. 

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).