Tremor de terra e barulho das rachaduras causaram pânico

Tremor de terra e barulho das rachaduras causaram pânico
20/01/2010 04:41 -


Moradores de Novo Horizonte do Sul temeram o pior durante o temporal. O barulho provocado pelas rachaduras das casas e o tremor da terra no momento da erosão assustou os habitantes, principalmente aqueles que residem à beira da cratera que se abriu com a forte chuva, ou próximos à região. A dona de casa Clarice Aparecida de Oliveira, 53 anos, estava dormindo com o marido e os dois filhos, na madrugada de sábado, quando sua casa começou a rachar. “A gente ficou com muito medo, mas tivemos que ficar dentro de casa. Não tinha pra onde correr, estava chovendo muito lá fora”, relembra a moradora. A parede está toda rachada, a casa está comprometida e pode desabar. Clarice mora no bairro Novo Habitar, conjunto com 95 casas, todas atingidas pelo temporal. Muitos dos vizinhos dela foram deslocados para casas de parentes, porque as moradias ameaçam desabar. As caixas d’água foram esvaziadas para que não cair sobre a estrutura frágil em que as casas ficaram. O bairro começa a cinco metros da cratera aberta pela erosão. Nas ruas de terra é possível ver diversos buracos provocados pelo volume de chuva. Ainda que comprometido, ele é o único desvio para alguns moradores de comunidades rurais próximas terem acesso à cidade. A vendedora de roupas, Carmelinda Rosenato, 33 anos, tem que passar pelo Novo Habitar, desviando quatro quilômetros do caminho habitual para chegar em casa.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".