Cidades
AEDES AEGYPTI

Dengue faz 19ª vítima em Mato Grosso do Sul

Vítima é campo-grandense, de 76 anos, que faleceu em 19 de maio

Naiara Camargo

06/08/2022 12:40

 

Dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) indicam que 19 pessoas faleceram vítimas de dengue, de 1º de janeiro a 5 de agosto de 2022, em Mato Grosso do Sul. A última vítima é uma mulher, de 76 anos, residente do município de Campo Grande. Ela tinha diabetes e hipertensão arterial.

Os sintomas começaram em 6 de maio e ela faleceu 13 dias depois, em 19 de maio de 2022. O óbito foi confirmado em 3 de agosto e computado no boletim epidemiológico desta sexta-feira (5).

Os óbitos são dos municípios de Campo Grande (7), Aparecida do Taboado (1), Chapadão do Sul (2), Guia Lopes da Laguna (1), Itaporã (1), São Gabriel do Oeste (1), Douradina (1), Porto Murtinho (1) e Dourados (1), Ivinhema (1), Bataguassu (1) e Costa Rica (1).

As mortes ocorreram nos meses de março (2), abril (6), maio (7), junho (3) e julho (1). 

Dados ainda mostram que existem 21.168 casos prováveis de dengue, entre 1º de janeiro e 5 de agosto de 2022, em Mato Grosso do Sul.

Os municípios que registraram casos prováveis são Campo Grande (6.163), São Gabriel do Oeste (1.706), Chapadão do Sul (1.138), Amambaí (1.052), Dourados (928), Três Lagoas (803), Ivinhema (669), Ribas do Rio Pardo (588), Paranaíba (542), Coronel Sapucaia (335), Ponta Porã (268), entre outros. Confira a lista completa de municípios aqui

Mato Grosso do Sul é o 8º estado do País com maior incidência de dengue. Mulheres (52,7%) se infectam com dengue mais do que homens (47,3%).

A gerente Técnica de doenças endêmicas, Jéssica Clener, afirmou ao Correio do Estado que a situação ainda é preocupante em Mato Grosso do Sul.

"O Estado está em alta incidência de dengue. Nesse momento de inverno, teve uma diminuição de casos, porém devemos continuar nos preocupando, cuidando para evitar proliferação do mosquito".