Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Descumprir isolamento em Bataguassu pode gerar multa de R$ 1.821 mil

Prefeitura considera descumprimento como crime contra a saúde pública
24/05/2020 17:20 - Naiane Mesquita


A Prefeitura de Bataguassu estipulou uma multa em dinheiro para pessoas com Covid-19 que descumprirem o isolamento social. O Decreto Municipal nº 111/2020, de 18 de maio, editado pela Prefeitura de Bataguassu, considera que pacientes contaminados com o novo coronavírus devem ter a responsabilidade de manter o isolamento social, afim de conter os avanços da doença no município e em Mato Grosso do Sul. 

Dessa forma, quem descumprir corre o risco de pagar multa de 30 a 60 UFM, ou seja, valor de R$ 910,50 até R$ 1.821 mil. O decreto também prevê que o descumprimento caracterizará crime contra a saúde pública, previsto no Artigo 268 do Código Penal Federal, com pena de detenção de um mês a um ano, e multa.

Conforme dados do boletim epidemiológico de 19 de maio, referente a Covid-19, Bataguassu registra 6 casos positivos da doença, sendo que 2 pacientes já foram recuperados e os outros 4 permanecem em isolamento domiciliar.

Além da multa, a prefeitura tornou o uso de máscara obrigatório para quem sair de casa, a partir desta segunda-feira, dia 25 de maio. A regra valia em espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população, no interior de estabelecimentos comerciais e em repartições públicas, tanto para frequentadores quanto para funcionários desde o dia 22 de abril e agora valerá para a circulação nas ruas. 

O mesmo decreto também proíbe o compartilhamento de bombas de tereré, narguilés e similares, assim como a permanência de pessoas nas calçadas de suas residências e comércios com essa finalidade.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!