Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ABUSO

Homem dirige bêbado com som alto na área do Detran e vai parar na cadeia

Condutor terá de pagar multa de quase R$ 3 mil, custos de regularização da documentação do carro e ainda o valor da fiança para sair da prisão
03/08/2020 15:40 - Marcos Pierry


A Polícia Civil de Campo Grande prendeu um homem de 40 anos na tarde desta segunda-feira por ser flagrado sob efeito de bebida alcoólica durante a condução de um veículo dentro da sede do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande. 

Agentes de fiscalização do Detran-MS abordaram o infrator após receberem a denúncia de que ele estaria fazendo manobras arriscadas em uma das pistas internas do Detran e com som do carro em volume alto.

Infrator

Durante abordagem, os agentes do Detran realizaram o teste de bafômetro, verificando que o homem, de fato, tinha ingerido níveis de álcool acima do que a lei permite. 

O resultado do teste indicou um índice de 0.62 mg de álcool por litro de ar alveolar, o que, segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), configura crime de trânsito.

Segundo informações recolhidas pela assessoria de comunicação do Detran, o condutor disse que trabalha como guarda patrimonial e que passou a madrugada de plantão. 

Após deixar o serviço, hoje pela manhã, ele teria bebido quatro latas de cerveja ao chegar em sua residência.

Para piorar a situação, o documento do carro do infrator estava vencido e o veículo foi recolhido para o pátio do Detran. 

Ele foi autuado por dirigir embriagado e conduzido até a delegacia de Polícia Civil. A multa aplicada nesse caso, considerada gravíssima, é de R$ 2.934,70. 

Além dessa quantia, o homem deverá arcar ainda com o valor da fiança para ser liberado.

Detran

Para o chefe do setor de fiscalização de Trânsito do Detran-MS, Otílio Ruben Ajala Junior, o condutor extrapolou os limites do bom senso quando assumiu a direção de um veículo em vias públicas, o que piora a situação tendo adentrado às dependências do órgão responsável pelo trânsito em Mato Grosso do Sul. “Isso demonstra o descaso do condutor”, frisa Ajala Junior.

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...