Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Devido ao desrespeito, toque de recolher pode começar mais cedo

No feriado prolongado, mais de 1,5 mil foram flagrados descumprindo o decreto na Capital
15/06/2020 18:00 - Glaucea Vaccari


 

Toque de recolher pode começar mais cedo em Campo Grande, devido ao desrespeito constante do horário limite para fechamento de estabelecimentos e circulação de pessoas nas ruas de Campo Grande.

Prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, já havia dito anteriormente que os bares e restaurantes que não respeitarem o regramento podem ser multados e até ter o alvará cassado, mas a antecipação do horário de fechamento também passou a ser estudada, conforme informou hoje o chefe do Executivo municipal.

Isto porque o horário de meia-noite foi decretado a pedido de proprietários de bares e restaurantes, mas como alguns não tem cumprido a regra, o horário limite para fechamento dos estabelecimentos pode passar a ser às 23h.

“No feriado prolongado, 1.503 pessoas descumprindo o toque de recolher. Logo logo a prefeitura municipal vai ter que tomar uma decisão mais enérgica e nós já estamos pensando em trazer o início do toque de recolher não mais a partir de meia-noite, mas a partir de 23h. Isso nós estamos aguardando laudo conclusivo da comissão do plano de combate a covid-19 criado em fevereiro deste ano”, disse o prefeito.  

Além do funcionamento além do horário permitido, muitos consumidores têm denunciado que os locais autorizados a abrir não têm seguido as medidas de biossegurança. 

O toque de recolher foi decretado para evitar que a população circule durante o horário de proibição, das 0h às 5h, e, consequentemente, diminua a circulação do coronavírus no município. A restrição de circulação tem vigência até o dia 1º de julho, podendo ser prorrogada.

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...