Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CELEBRADO HOJE

Dia da Consciência Negra é feriado em quatro municípios de Mato Grosso do Sul

Desde 2003, a data é comemorada no dia 20 de dezembro em todo o território nacional
20/11/2020 10:30 - Glaucea Vaccari


O Dia da Consciência Negra é celebrado nesta sexta-feira (20) em todo o Brasil. Em diversas cidades e estados do País, a data é feriado, no entanto, em Mato Grosso do Sul apenas quatro cidades têm leis ou decretos de feriado municipal para hoje. 

A data comemorativa foi instituída no calendário nacional oficialmente em 2011, por meio da Lei Federal nº 12.519. Data faz referência a morte de Zumbi dos Palmares, líder quilombola considerado símbolo da luta pela liberdade e valorização do povo negro.

Acompanhe as últimas notícias

Em Mato Grosso do Sul, é feriado em Corumbá, Ladário, Itaporã e Jaraguari, que tem leis e decretos municipais que instituíram feriado. 

Em Corumbá, o feriado municipal foi instituído pelo decreto municipal nº. 2.084, de 19 de dezembro de 2008.

Já em Ladário, a data integra o calendário comemorativo da cidade há 10 anos, quando o feriado foi instituído pela lei municipal nº 846 de 08 de junho de 2010

No mesmo ano, foram sancionadas as leis municipais nº 2.078, de 20 de novembro de 2010 e nº 846, de 08 de junho de 2010, em Itaporã e Jaraguari, respectivamente, instituindo o feriado municipal nestas cidades.

Nos demais 74 municípios de Mato Grosso do Sul, o Dia da Consciência Negra é apenas comemorativo, mas é considerado dia útil.

No Brasil, a data é feriado estadual em Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Maranhão, além de ser feriado municipal em centenas de cidades.

Consciência negra

O Dia da Consciência Negra é celebrado para lembrar a história do povo negro e suscitar debates de questões sobre racismo, discriminação e desigualdades. 

O dia 20 foi escolhido por ser a data em que o líder do Quilombo Palmares morreu, em 1695, emboscado por um de seus companheiros. Zumbo dos Palmares é considerado símbolo da resistência negra contra a escravidão da época. 

Dia da Consciência Negra entrou no calendário escolar em 2003, devido a lei que obriga o ensino de história e cultura afro-brasileira nas instituições. 

A data foi oficializada como Dia da Consciência Negra oito ano depois, com a Lei Federal 12.519, sancionada  pela então presidente Dilma Rousseff.

o Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 56,2% da população se autodeclara preta ou parda,

 
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.