Clique aqui e veja as últimas notícias!

AFETO

No Dia Mundial do Pão, confira táticas de como ter pão sempre fresquinho em casa

De descendência italiana, Camila Santana se inspirou no cheiro da padaria para entrar no ramo da panificação
16/10/2020 08:24 - Carol Alencar Cozzatti


Quentinho ele é irresistível. Pode ter vários formatos, cores, tamanho e recheio. Hoje, 16 de outubro, é celebrado o Dia Mundial do Pão, ‘item’ essencial na mesa dos brasileiros, seja no café-da manhã, hora do lanche ou no jantar.

Fascinada pelo cheiro, a padeira Camila Santana, 35 anos, conta que tinha que 'cuidar' o cheiro no ar para buscar pães para a família. “Morávamos em São Paulo e lá tudo é pão; lembro que a padaria ficava numa subida e sempre que eu ia buscar pão, ele não tava pronto, depois dessa técnica com o cheiro no ar, sempre chegava na hora do pão quentinho”, conta.

Camila tem descendência italiana e sempre tem no cardápio da família, massas e pães. Foi num programada da Ana Maria Braga que despertou o interesse, já enraizado, em fabricar pães. “Certo dia vi uma receita no programa dela e me aventurei sozinha em casa, fiz uns pães deliciosos, era tão bom que logo em seguida tive a ideia de vender para ajudar na renda da família, nunca mais parei”, comenta Camila.

Logo depois da ideia, ela foi se aprofundar e entrou para o ramo da panificação. “Fazer pães é minha paixão, hoje vivo disso e ensino as pessoas a produzirem seus próprios pães”, finaliza.