Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE ANIMAL

Dias quentes aumentam casos de Leishmaniose, pulgas e carrapatos em pets

Campanha alerta tutores de animais domésticos sobre doenças parasitárias
08/11/2019 19:00 - FÁBIO ORUÊ, com assessoria


 

Durante a primavera, a preocupação com os mosquitos aumenta. Não somente a dengue, mas outras doenças começam a se proliferar com mais facilidade e oferecerem riscos a população. Mas são somente os humanos que sofrem, os animais domésticos também não passam ilesos. Os dias quentes e úmidos da estação que antecede a chegada do verão são propícios para o aumento de casos de Leishmaniose e o surgimento de pulgas e carrapatos.

“O clima quente e chuvoso favorece o aumento populacional principalmente dos mosquitos infectados, pois o próprio precisa de água e de um clima mais quente pra poder se reproduzir. Já os carrapatos se proliferam com mais facilidade pois a umidade favorece a oviposição no ambiente”, destaca o médico veterinário, Paulo Duarte. Podendo apresentar ou não sintomas visíveis no animal, a Leishmaniose não tem cura, mas há tratamento.

Já para as pulgas e carrapatos, a atenção redobrada do tutor em relação ao ambiente em que o pet se encontra é necessária. Um pet shop da Capital, na Rua dos Barbosas, Bairro Amambai, está com uma campanha preventiva das doenças parasitárias. “Em Campo Grande, por exemplo, cerca de 80% dos animais têm leishmaniose e muitos tutores não sabem. Então durante o mês de novembro estamos com a campanha de prevenção, trazendo coleiras, comprimidos e vacinas que são nossos maiores aliados para combater essas doenças”, completa o sócio-proprietário, Leo Capellari. É de vital importância ter o hábito de levar seu animal ao veterinário regularmente. É de responsabilidade do tutor zelar pela saúde e bem estar do seu pet, pois todo ser precisa de cuidados e carinho. Tendo consciência, cuide quando estiver bem e ame principalmente quando estiver mal. 

PRIMAVERA ATÍPICA 

A primavera, embora seja a estação mais quente do ano, é marcada pela chuva, o que não aconteceu em 2019. O meteorologista Natálio Abrão, disse que o período de chuva começou oficialmente na quarta-feira (6) com pelo menos 27 dias de atraso em relação ao esperado. O tempo continua chuvoso pelo menos até domingo, conforme Natálio. “A previsão geral é de que em novembro seja restabelecido o ciclo de chuvas do estado”.

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?