Cidades
SAÚDE

Campo Grande vai sediar estudo com doses de reforço fracionadas contra Covid-19

Pesquisa será realizada pela Fiocruz Mato Grosso do Sul e Instituto Sabin de Vacinas

Alanis Netto

23/06/2022 17:23

 

Com o intuito de multiplicar a oferta de vacinas - principalmente nos países mais pobres - e desenvolver novas estratégias de imunização, o Instituto Sabin de vacinas e a Fiocruz do Mato Grosso do Sul divulgaram uma pesquisa que irá avaliar a possibilidade de fracionar as doses de imunizante aplicadas contra a Covid-19. Através dela, poderemos descobrir se doses menores são capazes de oferecer a mesma resposta imunológica enquanto diminui as reações adversas.

A Coalizão para Inovações em Preparação para Epidemias (CEPI) investiu US$ 6,3 milhões - o equivalente a R$32,7 milhões de reais - nos institutos para a realização do estudo.