Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

AUMENTO DE CASOS

Dourados se compromete e cumprir plano de contingência contra a Covid-19

Ministério Público cobrou implantação de medidas para barrar o contágio na cidade, que é epicentro da doença no Estado
19/06/2020 19:01 - Glaucea Vaccari


Epicentro do coronavírus em Mato Grosso do Sul, município de Dourados deverá cumprir medidas estabelecidas no Plano de Contingência do coronavírus, aprovado em abril deste ano, e adotar todas as normas elencadas para evitar maior proliferação do vírus na cidade.

O aumento no número de casos confirmados e mortes por Covid-19 na cidade motivaram reunião para discutir a situação epidêmica no município, com representantes do Ministério Público Estadual (MPMS), prefeita Délia Razuk, secretária de Saúde, assessor especial de gabinete da prefeitura e integrante do Núcleo Emergencial de Assistência de Dourados.

Promotores de Justiça cobraram a efetividade do plano de contingência e, ficou firmado que o município adotará medidas necessárias à contenção da doença, com base em evidências cientificas, conforme determina a Lei nº 13.979, de 20 de fevereiro de 2020.

Entre as medidas, está o compromisso da administração municipal promover a concretização de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) já habilitados e manter a transferência quanto ao número de leitos existentes e ocupados por pacientes com Covid.

Portal da Transparência deve descrever também, de forma minuciosa, toda a verba recebida e a devida aplicação no enfrentamento à covid-19, com nome das empresas contratadas, materiais e serviços adquiridos e valores.

Além do cumprimento do plano, Ministério Público sugeriu ainda que a prefeitura analise a adoção de medidas restritivas, apontando a necessidade do Executivo municipal formular um plano de fiscalização quanto ao cumprimento das medidas de restrição implantadas. 

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...