Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPO

Duas cidades de Mato Grosso do Sul estão entre as mais quentes do Brasil

Para hoje, previsão é de calor de mais de 40°C em algumas regiões do Estado
27/08/2020 09:14 - Glaucea Vaccari


Duas cidades de Mato Grosso do Sul estão entre os municípios do País que registraram as maiores temperaturas nesta quarta-feira (26), segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Conforme o ranking, a máxima registrada no Brasil foi de 41,3°C, em Cruzeiro do Sul, no Acre.

No Estado, as máximas não passaram de 40°C, no entanto, chegaram perto e a sensação térmica é de mais calor do que o registrado no termômetro.

A cidade mais quente de Mato Grosso do Sul foi Coxim, na região norte, com 38,5°C.

Na sequência vem Corumbá, no leste, que registrou 38,4°C.

Os municípios sul-mato-grossenses ocupam o 12º e 14º lugar no ranking, respectivamente.  

Calor continua

Temperaturas devem permanecer elevadas nesta quinta-feira (27) em Mato Grosso do Sul, especialmente nas cidades da região do Pantanal, como Corumbá e Porto Murtinho.

Máxima prevista é de 40°C, com mínima de 13°C. Em Campo Grande, termômetros oscilam entre 21°C e 35°C.

Previsão do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) é de céu claro, com poucas nuvens, sem expectativa de chuva, pelo menos, até o fim de semana. 

Umidade relativa do ar estará extremamente baixa, com índices em torno de 15%, considerado estado de alerta.

Recomendação é que a população beba bastante água, umidifique ambientes, evite aglomerações e exposição ao sol e use soro fisiológico nos olhos e narinas.

 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!