Clique aqui e veja as últimas notícias!

DIA DE FINADOS

Em ano de pandemia, até o luto teve que ser adaptado e mais de 7 mil pessoas anteciparam visitas

Quem foi prestar homenagens neste Dia de Finados precisou seguir regras de biossegurança
02/11/2020 11:39 - Ana Karla Flores, Gabrielle Tavares


Limite de 50% de ocupação da capacidade do cemitério, uso obrigatório de máscaras e dar preferências para visitas em horários de pouco movimento. 

Este ano homenagear os que já se foram ficou um pouco mais trabalhoso, mas de acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) maior parte da população da Capital colaborou com as regras de biossegurança.

Policiais Civis estão fiscalizando as visitas desde o sábado (31) e informou que os três cemitérios municipais receberam em torno de 7.500 pessoas no final de semana. O mais visitado foi o Santo Amaro, com cerca de 4.700 pessoas.

De acordo com a polícia, ainda não há estimativa de quantos visitantes vão comparecer aos cemitérios nesta segunda-feira (2), mas a Sisep estimou que não haverá grandes aglomerações.

“Existe a limitação de gente, mas como o cemitério é um espaço muito amplo e muitas pessoas anteciparam as visitas, acredito não vai ter necessidade de formar filas de espera. Não está vindo todo mundo ao mesmo tempo”, explicou o administrador dos cemitérios municipais pela Sisep, Marcelo Barbosa.

Aferição de temperatura na entrada, disponibilização de álcool em gel e funcionários para orientar o público estão presentes no Santo Amaro, Santo Antônio e Cruzeiro, também conhecido como São Sebastião.