Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

Com medidas de restrição, em Corumbá o comércio aderiu ao "drive-thru"

Ocupação de leitos UTI-SUS na macrorregião de Corumbá está em 100% nesta sexta-feira
26/03/2021 15:42 - Silvio Andrade


A maioria das lojas no centro comercial de Corumbá amanheceu fechada, por conta dos decretos estadual e municipal que impõe maior rigor no controle da pandemia do coronavírus. Alguns comerciantes burlaram a fiscalização permitindo a entrada de pessoas nas lojas, seja de roupas ou papelaria. 

Outros, optaram por trabalhar com os sistemas delivery e drive-thru. Restaurantes montaram tendas nas calçadas para atender os clientes.

Estimando uma perda de 60% no movimento enquanto durar as normas restritivas, os empresários corumbaenses fizeram uma passeata na quinta-feira em protesto às medidas. O setor turístico está operando, com exceção das embarcações de passeio que acomodam até 100 pessoas, proibidas por decreto municipal. 

Os lojistas bolivianos tentaram abrir suas portas, na parte alta da cidade, mas foram surpreendidos pelos fiscais da prefeitura.

O prefeito da cidade, Marcelo Iunes, disse que cumpriu integralmente o decreto estadual com recomendação do Ministério Público, mas defende a abertura do comércio pelo menos no período da manhã, seguindo as normas de biossegurança determinadas pela prefeitura. “Sou contra o fechamento, mas, infelizmente, muitas cidades do Estado entraram em colapso na saúde (obrigando as medidas do Governo do Estado)”, ponderou.

Últimas notícias 

Contaminados na festa

O Serviço Departamental de Saúde da Bolívia confirmou a morte por Covid-19 de dois bolivianos – uma mulher e um homem – que participaram de uma festa clandestina de casamento em Corumbá, no dia 13 de março. As vítimas eram parentes da noiva. Outros seis convidados estão infectados no vizinho país. 

Corumbá contabiliza 296 mortes pelo vírus. São 10.787 casos confirmados da doença, dos quais 10.264 recuperados, e 36 pessoas internadas.

Assine o Correio do Estado