Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMPACTO DO CORONAVÍRUS

Em Mato Grosso do Sul, pelo menos 502,3 mil estudantes estão estudando em casa

Pandemia do coronavírus levou instituições adotarem estudo diferenciado
05/04/2020 11:58 - Fábio Oruê


 

Mato Grosso do Sul tem pelo menos 502,3 mil estudantes estudando em casa por conta da pandemia do coronavírus, que chegou ao Estado a pouco mais de três semanas, o que levou à suspensão das aulas presenciais em instituições de ensino para evitar aglomerações nas salas de aula. 

Conforme levantamento feito pelo Correio do Estado, a maior de alunos com estudando em casa são da Rede Estadual de Ensino. São 210 mil alunos matriculados e sem aulas, conforme informado pela Secretaria de Estado de Educação (SED). As aulas presenciais na rede, que voltariam amanhã, foram adiadas para o dia 3 de maio pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), nesta semana.

Nas escolas particulares do Estado, 155 mil alunos estão em casa, segundo dados do Sindicato das Instituições Particulares (Sinep), que recomendou às unidades que sigam o decreto do Governo do Estado, mas a decisão cabe a cada instituição. 

O colégio Bionatus, em Campo Grande, decidiu prorrogar a suspensão das aulas presenciais até o dia 3 de maio, por exemplo. Já o Elite Mace não tem data para voltar, mas as aulas estão acontecendo de forma remota em um ambiente virtual, segundo informou a sua assessoria. 

Ainda na Capital, a Rede Municipal de Ensino (Reme) tem 108 mil alunos matriculados, que estão estudando em casa. Com o anúncio feito pelo governo estadual, o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), também adiou a volta às aulas, que só voltam no dia 6 de maio. Em algumas outras cidades, as aulas estão suspensas por tempo indefinido.  

Nos 10 campi do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), 11,1 mil estudantes estão tendo aulas em um ambiente virtual. Na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), são cerca de 10 mil acadêmicos e na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) 8,2 mil. Em ambas as instituições os matriculados fazem as atividades no ambiente virtual de aprendizagem. 

A reportagem procurou a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Uniderp, Anhanguera e Unigran, mas as mesmas não puderam informar o número de alunos matriculados. 

 

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.