Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MORENINHA II

Mulher reage a agressões e mata marido a facada em Campo Grande

Ela contou à polícia que agiu em legítima defesa
14/07/2019 08:20 - BRUNA AQUINO


 

Uma mulher de 34 anos é a principal suspeita de matar o marido, identificado como Leonidio Paixão Andrade Neto, de 35 anos, na madrugada deste domingo (14), no Bairro Moreninha II, em Campo Grande. A mulher contou à polícia que agiu em legítima defesa já que o marido embriagado tentou matá-la enforcada. 

Conforme registrado em boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 2h da madrugada na Rua Ariri. Testemunhas e a própria autora confirmou que Leonidio chegou em casa embriagado e ambos começaram a discutir. Foi então que o homem começou a agredir a esposa com socos e tentou enforcá-la, momento que ela alcançou uma faca na cozinha e desferiu o golpe na perna do marido.

A cena da briga foi presenciada pela filha do casal de apenas 6 anos que correu para pedir ajuda a uma vizinha. A testemunha foi até o local e encontrou a mulher com a faca na mão e o homem caído no chão ainda com vida.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Leonidio não resistiu e morreu dentro da casa. A Polícia Militar também esteve no local. 

Transtornada, a mulher disse que que a intenção não era tirar a vida do marido e sim se defender da agressão. A faca utilizada no crime foi encontrada em cima do tanque de lavar roupa. 

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da Vila Piratininga e será investigado. 

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.