Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Em testes, semáforos em rotatórias serão ativados na próxima semana

Agência também modernizou equipamentos instalados na Avenida Eduardo Elias Zahran
12/05/2020 10:50 - Adriel Mattos


Os dois conjuntos de semáforos instalados na Rua Joaquim Murtinho, com a Rua Ceará e a Avenida Eduardo Elias Zahran, em Campo Grande entraram em fase de testes na tarde de segunda-feira (11). A previsão é que os equipamentos entrem em operação no dia 20 de maio.

De acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Janine de Lima Bruno, também será implantado o reordenamento viário. “Os dois conjuntos semafóricos serão sincronizados (incluindo o de pedestre) de forma que haja fluidez no trajeto entre as duas rotatórias e não haja congestionamento nos horários do pico”, explicou.

Com esse reordenamento, o motorista que vem, por exemplo, pela Avenida Eduardo Elias Zahran e quer seguir para a Rua Ceará, ao invés de esperar uma brecha no fluxo de veículos que vinha da Joaquim Murtinho e seguia rumo à saída para Três Lagoas, com os semáforos, só vai esperar até a próxima abertura do sinal, que será ajustado em tempo real.

Nesta rotatória, a alça de acesso foi ampliada, o canteiro central avançou quatro metros para instalação do conjunto semafórico com 15 porta-focos que regularão os fluxos, mantendo todas as conversões.

Já na confluência Ceará/Joaquim Murtinho, a rotatória foi substituída por alças de acesso. Foi instalado um conjunto semafórico com 23 porta-focos para garantir todas as conversões. Uma das alças, cortando ao meio a antiga rotatória,  facilita o acesso ao centro da cidade (pela Rua Joaquim Murtinho) para quem vem da Avenida Eduardo Elias Zahran ou da saída para Três Lagoas.

 
 

MODERNIZAÇÃO

Paralelamente ao reordenamento do trânsito, na rotatória com a Rua Joaquim Murtinho, a Agetran modernizou toda a sinalização semafórica da Avenida Eduardo Elias Zahran até a confluência com as avenidas Calógeras e Costa e Silva. Foram instalados dois novos semáforos (cruzamento com as Ruas Cayová e Luiz Dódero), proibida a conversão à esquerda nos cruzamentos com as ruas Antônio Corrêa e Senador Ponce, exigindo que os condutores façam o “laço” de quadra para ter o acesso a estas vias.

Todos os semáforos receberam câmeras para contagem do fluxo de veículos e novos controladores. Quando a fibra óptica tiver sido instalada até a sede da Agetran, na Avenida Gury Marques, será instalada uma central de monitoramento que poderá ajustar o tempo dos semáforos em tempo real desde a rotatória Ceará/Joaquim Murtinho, viabilizando a “onda verde”.

Paralelamente, já está sendo implantado o projeto de modernização dos semáforos da Avenida Eduardo Elias Zahran, onde está prevista a implantação de fibra óptica, que vai possibilitar o sincronismo dos equipamentos, com a instalação de novos controladores. Isso permitirá (quando houver uma central de monitoramento na Agetran) o ajuste praticamente on-line do tempo dos sinais, conforme o maior ou menor fluxo de veículos.

O semáforo em três tempos da Avenida Eduardo Elias Zahran com a Avenida Três Barras já está ajustado para funcionar em tempo real. Assim, quando não houver veículos se aproximando em dois dos três sentidos, o sensor vai detectar a aproximação e um veículo e vai liberar o sinal verde em até 7 segundos para quem vem no terceiro sentido. No caso de quem vem pela Avenida Três Barras, se não houver veículos subindo, descendo ou fazendo conversão à esquerda na Avenida Eduardo Elias Zahran, não encontrará o sinal vermelho para entrar na Avenida Eduardo Elias Zahran ou seguir pela Rua Professora Dona Virgulina.

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...