Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REPAROS

Energisa aumento efetivo para reparar estragos de vendaval dessa quarta-feira

Concessionária afirma que há vários bairros afetados pelos ventos que passaram dos 80km/h
15/10/2020 17:40 - Da Redação


Depois do vendaval que derrubou mais de 35 árvores na tarde dessa quarta-feira (14), o fornecimento de energia ficou prejudicado em algumas regiões de Campo Grande, segundo informou a empresa com cessionária, Energisa.

Em nota, a empresa afirma que, nesta quinta-feira (15), está com “quatro vezes o número de equipes em campo para restabelecer o mais rápido possível o fornecimento de energia”.

De acordo com as informações da companhia, o atendimento pode ser um pouco mais demorado em algumas localidades devido a reparos mais complexos.

“A velocidade dos ventos derrubou muitas árvores e o volume de descargas atmosféricas provocou o rompimento de cabos, causando graves danos à rede elétrica”, diz a nota

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou na tarde de quarta-feira (14) ventos de até 80km/h, e a forte massa de umidade trouxe consigo queda no termômetros para 20ºC na Capital.

Segundo a Energisa, os bairros mais afetados neste momento em Campo Grande são: Vila Santo Antônio, Vila Piratininga, Nova Campo Grande, Vila Nasser, Universitário, Tiradentes, Santo Amaro, Portal Caiobá, Pioneiros, Conjunto União, Rita Vieira, Maria Aparecida Pedrossian, Núcleo Industrial, Nova Lima, Moreninhas, Mata do Segredo, Tijuca, Jardim São Lourenço, Jardim São Conrado, Jardim Parati, Jardim Centro Oeste, Jardim Centenário, Jardim Batistão, Aero Rancho, Chácara dos Poderes, Carandá Bosque, Caiçara e Amambai.

Para fazer solicitações de serviço existe o número 0800 722 7272 e as plataformas de contato como o site energisa.com.br, Facebook e o aplicativo Energisa ON. 

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!