Clique aqui e veja as últimas notícias!

FAKE NEWS

É falso: Enfermeira que recebeu a primeira dose da CoronaVac não estava imunizada

Informação falsa foi divulgada pelo deputado paulista Gil Diniz (PSL) em postagens no Facebook e Twitter
19/01/2021 14:00 - Flávio Veras


É falso que a enfermeira Mônica Calazans, primeira pessoa a receber a vacina contra a covid-19 no Brasil, já estivesse imunizada por ter participado dos testes da vacina do Butantan, como diz o deputado paulista Gil Diniz (PSL) em postagens no Facebook e Twitter.

De fato, Mônica participou como voluntária dos estudos clínicos feitos no Brasil da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.  

Ela recebeu duas aplicações dos testes entre julho e agosto de 2020. No entanto, no dia 17 de janeiro, ela foi informada que estava no grupo que recebeu placebo e não as doses do imunizante.

Últimas Notícias

Durante o processo de pesquisa, um grupo recebia a vacina e outro grupo recebia placebo. Nenhum dos participantes sabia de qual grupo fazia parte. Apenas após a conclusão das pesquisas é divulgado quem faz parte de cada grupo.

A enfermeira, além de integrar a linha de frente, faz parte do grupo de risco para o coronavírus – é obesa, hipertensa e diabética. Mônica foi auxiliar de enfermagem por 25 anos e se graduou em Enfermagem aos 47 anos.  

Segundo reportagem da CNN Brasil, Mônica foi aprovada em concurso público para a área da saúde em fevereiro de 2015 e foi chamada em regime de emergência no início da pandemia pelo governo de São Paulo.

A postagem ainda afirma que a própria enfermeira postou em suas redes sociais que estava na praia no final do ano. A foto foi postada no Facebook pessoal de Mônica. Em entrevista ao programa Encontro com Fátima, da TV Globo, ela disse que às vezes vai à praia, mas que não participa de aglomerações.  

Ela defendeu que “o fato de uma pessoa sair, andar na praia, entendo que não é aglomeração”.

Como verificamos?

Procuramos Mônica Calazans para esclarecer sua participação nos testes da vacina em julho e agosto de 2020.  

Confirmamos ser dela o perfil no Facebook onde foi publicada em 19 de dezembro de 2020 uma foto de Mônica, com duas amigas na praia. Esta imagem foi reproduzida no post de Diniz.

Na publicação do deputado também consta a imagem de uma notícia veiculada no último dia 8 de janeiro, no site do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP). Nela, há relatos de profissionais da área da saúde sobre a vacinação. O depoimento da enfermeira Mônica Calazans está entre eles.

Assine o Correio do Estado