Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Mato Grosso do Sul teve média de 14 mortos pela Covid-19 por dia na semana passada

Enquanto isso, taxa de isolamento social continua abaixo do ideal e festa acontecendo
17/08/2020 15:13 - Fábio Oruê


Só em agosto a Secretaria de Estado de Saúde (SES) já registrou 216 vidas perdidas em decorrência do coronavírus em Mato Grosso do Sul, conforme boletim oficial apresentado nesta segunda-feira (17). A média móvel com base nos dados dos últimos sete dias aponta que o Estado vem registrando 14,3 óbitos por dia no período.

Diante do “quadro ruim” o secretário de saúde, Geraldo Resende chamou atenção para a falta de cuidado daquelas pessoas que tem promovido festas clandestinas. “Faço um apelo que não aconteça mais festas, aglomerações, pescarias como se a vida estivesse normal”, lamentou citando os diversos profissionais que desde março atuam na linha de frente colocando suas vidas em risco para cuidar dos infectados pela Covid.

Dados consolidados nas últimas 24 horas confirmaram 12 mortes em decorrência da Covid-19 com idades entre 42 a 96 anos. São sete em Campo Grande, dois em Aquidauana, dois de Miranda, e Ladário, Naviraí e Paranaíba um óbito cada. Desse total, apenas três não tinham nada relatado, os demais possuíam fatores de risco e comorbidades.

Os casos confirmados também seguem em curva ascendente. As confirmações de ontem para hoje somam 589. As cinco cidades com mais casos são Campo Grande (+380), Corumbá (+34), Dourados (+29), Aquidauana (+26), e Juti (+17). A média móvel do Estado está em 812 casos confirmados por dia.

Sobre os 3.682 casos que aparecem sem encerramento no boletim apresentado nesta segunda-feira o secretário foi enfático. “Precisamos que esses casos não se avolumem. Precisamos da colaboração dos municípios fazerem um mutirão para que a gente possa fazer com que o quadro de MS esteja mais próximo da realidade”.

TAXA DE ISOLAMENTO

Assim como em outras vezes, a chuva que caiu em Mato Grosso do Sul neste domingo (16) pode ter contribuído para que o Estado melhorasse as taxas de isolamento social e atingisse o segundo lugar no ranking nacional. A taxa média de recolhimento para o dia foi de 52,1%, ficando atrás apenas do Paraná que atingiu 53,7%.

Curiosamente ambos aparecem na lista de 20 cidades do País com maiores acumulados de chuva das últimas 24 horas no monitoramento do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que também cita algumas regiões de São Paulo.

Assim como o Estado, Campo Grande saiu dos últimos lugares para o quarto melhor índice entre as capitais brasileiras com taxa de isolamento social de 52,2% para o domingo. No sábado a taxa média de pessoas que permaneceu em casa foi de 38,6%.

De maneira geral os índices de isolamento social em Mato Grosso do Sul para o domingo variam entre 34,5% registrado em Rio Negro a 63,3% em Vicentina. Confira aqui a lista completa de cidades.

 
 

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!