Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FINAL FELIZ

Família encontra professora que ficou desaparecida por cinco dias

Marilza Dias foi encontrada em Campo Grande, e já está com a família em Dourados
05/02/2020 19:17 - EDUARDO MIRANDA


 

O drama da família da professora Marilza Dias dos Santos, 47 anos, terminou no início da tarde desta quarta-feira (5), na Vila Nogueira, em Campo Grande. Desaparecida desde o último sábado, ela foi vista por moradores do bairro, e acolhida por uma tia dela. 

Marilza já está em Dourados, onde mora, e foi encontrada graças a mobilização de sua família pela imprensa e redes sociais. “A gente só tem a agradecer a solidariedade das pessoas”, disse Gustavo Henrique dos Santos Neves, filho dela, que liderou a mobilização. 

A professora foi acolhida na casa de uma tia, mas antes, uma mulher que viu a foto da professora - até então desaparecida - usou as informações divulgadas pela imprensa para entrar em contato com Gustavo. “Ela viu a foto da minha mãe na reportagem, e imediatamente a reconheceu. Minha mãe chegou a deixar uma carta com ela”, disse. 

Gustavo informou que a mãe não tinha ferimentos, ou qualquer sinal de violência. Ele acredita que ela tenha vagado, desorientada, pelas ruas da Capital. “Não sabemos o que ocorreu até ela ter sido encontrado por esta senhora” lembrou. 
“Não tenho dúvidas do que o apoio que recebemos das pessoas foi muito importante”, afirmou. 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!