Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CARNAVAL 2020

Favoritas perdem pontos no primeiro dia de desfile

Nova Corumbá e Vila Mamona abusaram da grandiosidade, e podem sofrer consequências
24/02/2020 17:21 - Da Redação


 

Sílvio Andrade

A grandiosidade dos desfiles da Mocidade Independente da Nova Corumbá e da Vila Mamona, no primeiro dia da descida das escolas de samba de Corumbá, se desfez na falta de organização das agremiações na passarela do samba. Ambas perderam preciosos pontos, por extrapolarem o tempo máximo de 70 minutos, colocando a Major Gama, primeira a desfilar, no páreo pelo título do carnaval de 2020.

A Nova Corumbá entrou na Avenida General Rondon com um problema técnico logo na saída: um carro alegórico quebrou e a escola simplesmente parou por 15 minutos em frente ao primeiro bloco de jurados. Foi o bastante para mostrar a falta de entendimento dos diretores de pista, obrigando a escola a acelerar o desfile para não perder mais pontos. Além de perder dois décimos, vai ser penalizada em evolução.

Com mil integrantes e apostando na “paradinha” da bateria, a Vila Mamona também realizou um grande desfile, porém tropeçou no regulamento: estourou o tempo em três minutos e se apresentou com 14 integrantes na ala das baianas, quando o mínimo são 16. Isso significará perda de dois pontos, além de seis décimos como punição pelo tempo do desfile.

Com isso, a Major Gama, que fez uma das melhores apresentações na avenida, desde o título conquistado em 2007, entra para a disputa com grandes chances de levar o caneco. Ela tem pela frente duas fortes concorrentes, A Pesada e Império do Morro, que desfilariam nesta segunda-feira. As demais escolas entram na passarela para cumprir o regulamento.

 
 

Carnaval tranquilo

A folia pantaneira segue em clima de muita tranquilidade. Mais de 400 policiais e agentes municipais e seguranças privados atuam no policiamento ostensivo dentro do circuito do samba, que compreende a estrutura montada para os desfiles, com camarotes e arquibancadas, e a Praça Generoso Ponce, onde ocorrem os shows ao vivo.

Segundo relatórios da Polícia Militar, no período de 20 a 23 de fevereiro, foram registradas ocorrências de menor gravidade, com 20 prisões, a maioria por embriaguez. A Operação Carnaval integrou as forças de segurança, com atuação permanente de 110 policiais militares, 60 guardas municipais e 200 seguranças privados, estes contratados por R$ 249 mil pela prefeitura.

 

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.