Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

Mesmo com apelo de Christine Maymone, festas "open Covid" são realizadas na Capital

Secretária-adjunta de Estado de Saúde publicou um vídeo em suas redes sociais onde diz que vacina está perto de chegar
05/12/2020 10:14 - Gabrielle Tavares


Com o aumento dos casos em Campo Grande, os finais de semanas são temidos pelas autoridades de saúde. Na última sexta-feira (4), a secretária-adjunta de saúde, Christine Maymone publicou um vídeo em suas redes sociais apelando para que população não vá em festas “open Covid”.

“Final de semana começou, por favor, não vamos aglomerar, por favor não vamos às festas ‘open Covid’, não façamos festas. Falta muito pouco para a vacina chegar”, afirmou.

Acompanhe as últimas notícias

Na mesma noite em que o vídeo foi publicado, a fiscalização ao toque de recolher feito pela Guarda Civil Metropolitana, Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e Vigilância Sanitária atenderam 30 denúncias e visitaram 152 locais.

De acordo com a assessoria da Guarda, foi encerrado uma festa com mais de 1 000 pessoas na Vitrine Casa de Shows, na Vila Bandeirante. O local foi interditado em razão dos descumprimentos dos protocolos de biossegurança.

Também foram encerradas mais duas festas segundo a Guarda, uma com 200 pessoas no bairro Tarumã, e outra com cerca de 180 pessoas no bairro Cidade Morena, região das Moreninhas. “Nem com chuva o povo sossega”, lamentou a guarda.

 
 

“Começamos o mês de dezembro com os países europeus anunciando que estão com a vacina já, e nós estamos aqui a caminho da vacina. Então este é o momento ideal para eu pedir para vocês um pouquinho mais de esperança e força”, ressaltou Maymone.

A Capital estava em um quadro estável, indicado pela bandeira amarela do Programa Prosseguir, até o fim do mês de novembro. Mas no dia 26, a curva ascendente dos casos e a confirmação de mais de mil infectados todos os dias, fizeram Campo Grande voltou para a bandeira vermelha, que indica alta.

“Vamos preservar a vida, não queremos nenhum a menos, que todos passem por esse momento e sobrevivam e que possamos ano que vem ter muitas festas e muitas aglomerações, mas por enquanto não, contamos com você”, encerrou.

Assista:

 
Secretária faz apelo - Reprodução