Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FLEXIBILIZAÇÃO

Secretaria fiscaliza 1,4 mil comércio e fecha salões de beleza e academias em bairros

Comerciantes puderam abrir seus estabelecimentos nesta segunda
06/04/2020 18:00 - Fábio Oruê


 

Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) fiscalizou pelo menos 1,4 estabelecimentos nas sete regiões de Campo Grande, durante a manhã e tarde desta segunda-feira (6), primeiro dia em que o comércio está autorizado a funcionar seguindo as recomendações da Prefeitura.

Segundo o secretário da pasta, Luís Eduardo Costa, foram encontrados estabelecimentos que não deveriam estar abertos. “Academias, barbearias e salões de beleza, que não podem estar abertos, foram todos fechados”, disse ele ao Correio do Estado. A Semadur tem feito a orientações aos comerciantes sobre as regras. Se caso esses lugares citados voltarem a abrir podem ser autuados ou até interditados. 

Apesar de seguirem as recomendações, duas agências bancárias fiscalizadas pela Semadur precisaram ser autuados pela Vigilância Sanitária por conta da aglomeração que ultrapassava o limite de 20 pessoas em seus interiores. Elas precisarão se adequar e caso voltem a ter aglomeração novamente serão interditadas.  

De acordo com o prefeito da Capital, Marcos Trad (PSD), caso as medidas determinadas no decreto não sejam respeitadas, a administração poderá fechar os empreendimentos novamente.

“Nós reunimos 30 técnicos, fizemos uma ação coordenada com o Governo do Estado, fiscalização sanitária, vigilância da saúde, Guarda Civil Metropolitana, Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), gabinete do prefeito e gabinete do governador, todos nós colocamos a partir de hoje 450 fiscais nas ruas, são mais de 110 veículos para que essas pessoas tenham essa responsabilidade, da preservação da vida e caso essas medidas não sejam suficientes, nós não teremos outra alternativa a não ser, radicalmente, fazer valer o nosso decreto anterior e fechar todo tipo de estabelecimento comercial, com exceção àqueles considerados essenciais”, declarou o prefeito em entrevista à emissora de televisão. 

A fiscalização, segundo Costa, seguem também durante a noite. 

 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.