Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

NATUREZA EM CHAMAS

Focos de incêndio caem 83% em uma semana após ação integrada no Pantanal

Segundo o Governo do Estado, operações integradas conseguiram reduzir de 301 para 50 os focos registrados na região, afetada pelas queimadas
14/08/2020 16:45 - Nyelder Rodrigues


Comandada pela Marinha e contando com auxílio do Governo do Estado, em especial do Corpo de Bombeiros, a Operação Pantanal II conseguiu reduzir nesta semana, entre os dias 7 e 13 de agosto, em 83% o número de focos de incêndio na região do Pantanal Sul-mato-grossense. O número caiu de 301 registros para 50 nesse período.

A divulgação dos dados foi feita em live do Governo nesta sexta-feira (14). As ações no Pantanal são feitas por equipes dos Bombeiros, brigadistas do Prevfogo, entidade ligada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Defesa Civil, Polícia Militar Ambiental e militares da Marinha e Exército.  

A coordenação estadual da operação ficou sob tutela da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). "Sem todo esse esforço conjunto, a situação seria inimaginável", frisa o chefe da pasta, Jaime Verruck.

 
 

"Tivemos uma redução expressiva no número de focos de incêndio no Pantanal, mas temos ainda os impactos na biodiversidade pantaneira, os prejuízos à fauna, à flora e à atividade econômica da região. Os combates continuam enquanto houver focos de incêndio no Pantanal", diz Jaime.

Já segundo o tenente-coronel Moreira, do Corpo de Bombeiros, os focos atualmente se concentram em três áreas. Uma delas é o Sesc Pantanal, no Mato Grosso, e a outras duas em Mato Grosso do Sul, no município de Corumbá e na Terra Indígena Kadweus.  

"Nossa estimativa é de que, em Mato Grosso do Sul, cerca de 910 mil hectares do Pantanal foram queimados entre janeiro e agosto deste ano. Somados a cerca de 640 mil hectares no Mato Grosso, são 1,55 milhão de hectares de vegetação atingida pelo fogo no Bioma Pantanal em 2020", informa o tenente-coronel.  

Condições favoráveis

De acordo com a coordenadora do Centro Estadual de Monitoramento do Tempo (Cemtec), Franciane Rodrigues, informou que a partir do próximo domingo (17) haverá condições favoráveis para o registro de chuva na região pantaneira, sul, sudoeste e central de Mato Grosso do Sul. O mesmo deve ocorrer na segunda-feira (18) e terça-feira (19), praticamente nas mesmas áreas.  

"Vamos iniciar a semana alguns dias de boas condições de chuva na região atingida pelas queimadas. De 22 a 30 de agosto, no entanto, não há indicações de chuva na região, mas a partir do dia 22, a temperaura deve cair em todas as regiões, com a chegada de uma frente fria ao Estado", explica Franciane.

 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!