Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESTRAGOS

Forte temporal com queda de granizo atinge região Sul de MS

Morador teve pára-brisa de carro quebrado pelas pedras de gelo
14/04/2020 08:22 - Bruna Aquino


A frente fria que chegou em Mato Grosso do Sul causou transtornos principalmente na região Sul do Estado que compreendem os municípios de Ponta Porã e Amambai. Além da ventania forte que começou na tarde de ontem (13), houve queda de granizo que deixou estrada coberta de gelo e para-brisa de carro quebrado. 

Segundo moradores da região, na rodovia MS-386, entre os municípios de Ponta Porã e Amambai a pista estava coberta de gelo e os condutores dos veículos precisaram parar no acostamento porque a via estava bastante escorregadia. 

Leitor do Correio do Estado que estava voltando de Aral Moreira enviou um vídeo (confira abaixo) mostrando o para-brisa do veículo quebrado com o impacto das pedras de gelo. “È só perda”, comentou. 

 
Chuva de granizo quebrou para-brisa de veículo que estava na rodovia - WhatsApp/Correio do Estado
 

A registro também de queda de granizo na região rural desses municípios. 

Ontem o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) emitiu alerta para temporal. O alerta vale para as próximas 24 horas, até a noite desta terça-feira (14). Para um período de 48 horas, o aviso fica mais abrangente, e serve para todo o território de Mato Grosso do Sul. Além da região sul, houve queda na temperatura nas regiões Centro e Oeste do Estado. 

Na região Sul do Estado, deve fazer ainda mais frio com a mínima prevista para a próxima quarta-feira de 12ºC na região. Na quinta-feira, na mesma região, ainda mais frio com previsão de 10ºC.

 

*Colaborou Eduardo Miranda

 
Rodovia MS-386 coberta de gelo - WhatsApp/Correio do Estado

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!