Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPO

Frente fria do Paraguai derruba temperaturas e muda o tempo em cidades de MS

Ponta Porã amanheceu com neblina e máxima não passou de 17°C, mas calor volta
08/09/2020 11:03 - Glaucea Vaccari


Frente fria que atingiu o Paraguai influenciou o clima na fronteira. Ponta Porã amanheceu com nevoeiro e temperaturas despencaram, oscilando entre 14°C e 17°C.

A mudança no tempo foi influenciada pela frente fria no Paraguai, mas a mesma não deve chegar até o Estado, segundo meteorologistas.  

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), temperaturas devem subir ao longo do dia nos municípios de fronteira.

Em Ponta Porã, por volta das 11h, termômetros marcavam 17°C, mas previsão para o dia é de calor de até 37°C.  

Por conta da névoa, os índices de umidade também ficaram dentro do considerado idela pela Organização Mundial da Saúde (OMS), acima de 60%, mas também devem cair nas horas mais quentes do dia, a níveis críticos.

Para amanhã, a previsão é de mais calor, com mínima de 20°C e máxima de 39°C no município, com predomínio de sol e poucas nuvens.  

Segundo o site paraguaio ABC Color, no páis que faz fronteira com Mato Grosso do Sul a mudança no tempo também não deve prevalecer por muito tempo, com altas temperaturas de volta nesta quarta-feira (9).

Em todo o Mato Grosso do Sul, previsão é de muito calor, com pouca nebulosidade e sem chuva até o fim de setembro.  

Não há previsão de entrada de ar frio de origem polar neste mês no Estado.

Além do calor, baixíssimos índices de umidade relativa do ar também serão observados. Alertas de perigo continuam vigentes devido aos índices críticos de umidade em todo o Mato Grosso do Sul.

 
 

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!