Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RISCO DE TEMPORAL

Frente fria que atinge São Paulo e Minas deixa Mato Grosso do Sul em alerta

Inmet emitiu alerta de temporal em 30 municípios do Estado
11/02/2020 09:40 - Bruna Aquino


 

Os desastres naturais nos Estados de Minas Gerais e São Paulo que ocorrem desde a semana passada estão deixando os brasileiros preocupados. Mato Grosso do Sul já está em alerta e a meteorologia indica forte chuva e risco de temporal em boa parte do Estado ainda nesta semana. Em alguns municípios, há previsão de chuva intensa, porém isolada nas regiões sul e sudoeste. 

Nesta terça-feira (11), o tempo segue nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. A temperatura máxima fica em torno de 34 °C em todo o Estado. 

Em Campo Grande, há probabilidade de chuva ao longo da semana é de 80%, de acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A temperatura máxima até o fim de semana é de 30 °C.

 
 

ALERTA 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de temporal e risco para 30 municípios do Estado. Segundo o instituto, poderá chover entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, com ventos intensos de 60 a 100 km/h. Com isso, é importante ficar atento ao risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. 

O aviso para as áreas que podem ser afetadas pela chuva são as regiões  leste, sul e sudoeste, Pantanal, centro e norte sul-mato-grossense.

Entre as cidades que tiveram alerta emitido estão Campo Grande, Água Clara, Alcinópolis, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Brasilândia, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Inocência, Jaraguari, entre outras.  

CUIDADOS ESPECIAIS

Com o risco de temporal, o Coordenador da Defesa Civil estadual, coronel Fábio Catarinelli, recomenda cuidados importantes para evitar estar em situação de risco. “Tudo depende de cada município e do volume de chuvas, pode ser que haja alagamentos em algumas cidades, é importante que se o cidadão estiver no veículo e perceber que a água passou da linha do meio-fio deve evitar passar pelo local e procurar uma rota alternativa”, disse.  

Conforme Catarinelli, outra situação que deve ser evitada, é tentar consertar o telhado em dia de chuva. “Sempre acontece e há perigo de cair da escada. A orientação é, não tenha esse tipo de atitude, faça a manutenção do telhado antes do período chuvoso ou procure um profissional habilitado para fazer o serviço”, explicou. 

Sobre vendavais e raios, a Defesa Civil orienta não estacionar veículos próximo a outdoors e torres de transmissão. Além disso, em queda de raios, a orientação é não procurar abrigo debaixo de árvores, não usar aparelhos na tomada, principalmente telefones fixos, e celulares quando conectados ao fone ou carregador na tomada. 

O coordenador reforça que é importante sempre ter em mãos os telefones de emergência e se cadastrar na lista de contatos da Defesa Civil para receber alerta de temporais. “È importante destacar que a Defesa Civil não emite alerta via whatsApp, apenas por SMS, Google e tv a cabo”, concluiu. 

Para se cadastrar basta enviar um SMS para o número 40199 e no corpo da mensagem enviar o cep de sua residência. Se estiver em outro estado, basta enviar o cep da casa para receber o alerta do local.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.