Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BR-060

Frigorífico é evacuado após vazamento de amônia em Campo Grande

Corpo de Bombeiros foram até o local e causas do incidente serão apuradas
08/11/2019 10:14 - GLAUCEA VACCARI


 

Unidade do frigorífico JBS, na BR-060, saída para Sidrolândia, foi evacuada na manhã desta sexta-feira (8), por conta de vazamento de amônia. Corpo de Bombeiros foi acionado e equipes permanecem no local.

Em nota, a JBS informou que o vazamento aconteceu antes do início do expediente. Assim que a sirene de emergência tocou, funcionários saíram do prédio e aguardaram no pátio da empresa.

Não há informações sobre as circunstâncias em que ocorreu o incidente e as causas serão apuradas pela empresa.

Durante o trabalho dos bombeiros, funcionários permaneceram na área de pátio e ninguém foi autorizado a dar declarações ao Correio do Estado. Socorristas permaneceram no local para atendimento, caso alguém se sentisse mal por possível intoxicação, mas não há registro de feridos.

Durante o período em que equipe do Correio do Estado permaneceu no local, a sirene de emergência voltou a tocar, mas conforme a JBS, o vazamento foi rapidamente controlado.

AMÔNIA

A amônia é um dos fluidos refrigerantes mais utilizados nas grandes instalações frigoríficas. Isto porque a substância química tem elevado calor de vaporização, o que reduz custos de operação.

A substância também é apontada como ecológica, com baixo potencial de aquecimento global e deterioração do ozônio.

Nas unidades frigoríficas, o vazamento de amônia é um problema comum.

O vazamento em ambiente fechado impede a rápida dissipação da substância e apresenta riscos à saúde e segurança. Mesmo em baixas concentrações, a amônia tem efeito tóxico, que afeta vias respiratórias e os olhos. Sintomas comuns são dor e irritação e, em casos graves, há risco de morte por asfixia química.

Por conta do perigo, as empresas que utilizam a amônia precisam seguir normas de prevenção e procedimentos em casos de vazamentos.

* Colaborou Bruno Henrique

Felpuda


Prefeitura de município do interior de MS recebeu recomendação do Ministério Público do Estado no sentido de exonerar servidores comissionados, livres do cartão de ponto, que são parentes de secretários da administração e de vereadores. O nepotismo se tornou um excelente “negócio” por lá, e se até o dia 6 de agosto as devidas providências não forem tomadas, medidas serão adotadas, como ação por improbidade administrativa. Tem gente que não aprende mesmo, né?