Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Novo protocolo: Governo autoriza hidroxicloroquina para casos leves de Covid-19

Remédio poderá ser usado a partir do primeiro dia de sintoma da doença
20/05/2020 10:18 - Da Redação


O Governo mudou a estratégia e autorizou o novo protocolo para o uso da cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes infectados pelo novo coronavírus. O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, assinou nesta quarta-feira (20) a autorização e o remédio poderá ser usado a partir do primeiro dia de sintoma da doença, mesmo sem a comprovação científica de eficácia do medicamento. 

A mudança era esperada desde a demissão de Nelson Teich na semana passada. Em nota apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro na terça-feira (19) fica autorizado o uso para pacientes que apresentarem os primeiros sintomas de Covid-19 e procurarem postos de saúde. O médico terá liberdade para o uso, e os pacientes que aceitarem fazer o tratamento com a cloroquina terão que assinar um termo de consentimento.

Na manhã desta quarta-feira, o presidente havia usado a conta que mantém no Twitter para confirmar a adoção do novo protocolo. “Dias difíceis. Lamentamos os que nos deixaram. Hoje teremos novo protocolo sobre a Cloroquina pelo @minsaude. Uma esperança, como relatado por muitos que a usaram”, escreveu o Bolsonaro.

Antes desse novo protocolo, a recomendação era para que o medicamento fosse utilizado no tratamento de pacientes em casos graves do novo coronavírus. A indicação estava prevista em protocolo do Ministério da Saúde publicado na gestão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que deixou o cargo em 16 de abril.

Na terça-feira (19), o diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Marcos Espinal, reiterou que não há evidência científica até o momento para recomendar o uso da cloroquina contra a Covid-19, e disse que a recomendação da agência é que não se utilize o remédio para tratar a doença respiratória provocada pelo novo coronavírus.

 

*Com informações do portal CNN Brasil

 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...