Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONCURSO

Governo do Estado convoca 253 agentes para atuar no sistema penitenciário

Convocações começaram em 2017, ao todo já foram chamados 605 pessoas
30/07/2020 14:02 - Gabrielle Tavares


Foram nomeados para cargos efetivos 253 candidatos aprovados no concurso de 2016, da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen/MS).  

O decreto com a relação dos nomes dos novos servidores está disponível no Diário Oficial do Estado (DOE), desta quinta-feira (30).

A formação profissional dos nomeados variam em áreas como Administração, Direito, Psicologia e Serviço Social, entre outras graduações.

Todos passaram pelo 37° Curso de Formação para Agente Penitenciário. São 23 da área de Assistência e Perícia, 55 de Administração e Finanças e 175 de Segurança e Custódia.   

O governador Reinaldo Azambuja relatou que as nomeações iniciaram em 2017, totalizando 605 agentes convocados em quatro diferentes etapas.  

“Já foram nomeados um total de 858 servidores penitenciários em um mesmo concurso. Convocamos todos os remanescentes habilitados por cursos de formação”, destacou o governador.

Esta é a quinta nomeação de aprovados no concurso de 2016 da Agepen. A primeira ocorreu em abril de 2017, quando 200 pessoas foram nomeadas.  

Na segunda convocação, em junho do mesmo ano, 120 novos servidores foram integrados. Já na terceira fase, em fevereiro de 2018, 85 aprovados passaram a fazer parte do quadro permanente de pessoal da Agência.  

Por fim, em setembro de 2019, a quarta convocação nomeou outros 200 candidatos.

Para conferir a relação dos nomes no DOE-MS, a partir da página 72, clique aqui.

 
 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.