Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ETAPA

Governo pretende convocar mais 80 policiais militares e Bombeiros

Na Polícia Civil, a ampliação foi assinada nesta quinta-feira pelo governador Reinaldo Azambuja
07/02/2020 11:43 - Bruna Aquino


 

O Governo do Estado quer ampliar o número de candidatos aprovados na próxima etapa do concurso da Polícia Militar e Bombeiros ainda neste mês. A confirmação veio do governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), durante assinatura da retomada do concurso da Polícia Civil e entrega de viaturas nesta sexta-feira (7) em Campo Grande. A etapa do certame estava parada há pelo menos dois anos por decisão judicial e após retomada houve a ampliação de mais 80 vagas para os cargos de escrivães e investigadores. 

Segundo o líder do Executivo estadual, o governo já estava em estudo para executar a nova ampliação, mas tudo depende da Lei de responsabilidade fiscal. “O quantitativo e o número depende daquilo que é possível na regra da lei de responsabilidade fiscal, só pode colocar novas pessoas no núcleo de segurança no lugar daqueles que se afastaram ou que se aposentaram”, disse. 

Ainda segundo Azambuja, detalhes sobre o aumento de vagas para a nova etapa poderá ser divulgado em breve. “Vamos fechar os números e provavelmente até semana que vem a gente vai anunciar o número de policiais militares, bombeiros e oficiais que serão ampliados no curso de formação que será para essa etapa do concurso que está vigente”, explicou.

POLÍCIA CIVIL

O concurso havia sido suspenso por determinação judicial após contestação da prova prática de digitação feita pelo Ministério Público Estadual (MP/MS). Segundo a denúncia do MP, o texto utilizado na prova de digitação, entregue aos candidatos que participaram do certame nos dias 8 e 9 de setembro de 2018, foi fotografado e postado em um grupo de Whatsapp por uma candidata. Diante de reclamações de outros participantes, a procuradoria do Estado pediu a extinção do concurso público.

O governo foi autorizado pelo judiciário a retomar o certame que voltou com 80 vagas a mais. Antes era ofertado 80 vagas para investigadores, agora serão 120 vagas para o cargo e 140 para escrivães. Mesmo esse quantitativo passando pelo curso de formação, existe a possibilidade do efetivo diminuir em relação ao desempenho do candidato. 

De acordo com o secretário de Justiça e Segurança Pública do Estado (Sejusp), Antônio Carlos Videira, por conta dos ajustes no aumento das vagas, o curso de formação deve começar em abril com duração de 90 dias podendo sendo adiantado. “Estamos fazendo todos os estudos para ter o maior número possível de nomeados. Na Polícia Civil, o curso de formação é a última etapa do concurso público, então muitos dos candidatos pode não obter a nota, pode não ser aprovado na investigação social, então levamos um número a mais para garantir que tenha aprovados e habilitados prontos para assumir”, finalizou. 

NOVAS VIATURAS

Foram entregues nesta sexta-feira mais sete viaturas descaracterizadas que serão utilizadas pelos investigadores civis em todo o Estado. Os veículos serão distribuídos nas delegacias locais e também serão utilizados no interior do Estado.

 

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.