Clique aqui e veja as últimas notícias!

DOURADOS

Governo tenta ativar hospital quase pronto para abertura de leitos para Covid-19

Unidade da Mulher e da Criança deve receber 30 leitos clínicos e 30 de terapia intensiva para região de Dourados
17/03/2021 18:46 - Rafaela Moreira


A Unidade da Mulher e da Criança, construída em anexo ao Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD), ainda sem data para funcionar de fato, pode ser ativado para abertura de 60 leitos para Covid-19 na região. 

“O Estado está assumindo o compromisso de viabilizar respiradores, bombas de função e demais equipamentos para a ativação de 60 leitos no tratamento de Covid-19 no Hospital da Mulher e da Criança, queremos montar uma estrutura como um hospital de campanha, para assim não sobrecarregar os hospitais”, informou Geraldo Resende ao Correio do Estado.  

A unidade deve receber 30 leitos clínicos e 30 de terapia intensiva, com o objetivo de desafogar outras unidades hospitalares da região. Na manhã de hoje, Mato Grosso do Sul estava com taxa de ocupação de leitos UTI para Covid-19 em 96,2%, com apenas 18 vagas restantes.

“Estamos aguardando uma resposta do reitor Lino Sanabria e esperamos que a universidade responda a esse chamamento para unirmos forças contra a Covid-19, hoje tivemos um dia trágico, foram 42 mortes em 24 horas, espero não ter que repetir isso”, pontuou Geraldo. 

De acordo com Resende, o estado ficará responsável por garantir o financiamento de 50% do hospital e todos os equipamentos necessários para a ativação e o município e a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) ficará responsável pela mão de obra e parte dos custos. 

“Abrindo esses leitos a gente consegue ter uma situação mais confortável e não sobrecarregar as demais regiões de Mato Grosso do Sul, vivemos um momento crítico, pessoas já estão sofrendo com a falta de leitos”, destacou o secretário.

O atendimento no hospital será exclusivo para pacientes acometidos pela Covid-19, outras patologias que venham a necessitar de atendimento serão direcionados a outras unidades. 

Em Campo Grande, a prefeitura destinou 120 leitos para atendimento de pacientes com Covid-19 no Unidade do Trauma, sendo 90 leitos clínicos e 30 leitos de terapia intensiva (UTI). 

Nesta quarta-feira (17), também foram ativados 15 leitos de retaguarda no Hospital São Julião, totalizando 54 novos leitos abertos nas duas últimas semanas. 

Últimas notícias

HOSPITAL

A obra foi construída ao lado do Hospital Universitário de Dourados, e conta, com 61 leitos nas áreas de obstetrícia, pediatria e maternidade, inclusive pré-natal de alto risco. 

A unidade foi projetada para ser um hospital escola para estudantes das áreas de saúde é referência no atendimento de alta complexidade na região de Dourados para as mulheres e crianças. 

Com 6.370,68 metros quadrados, a maior estrutura materno-infantil de MS foi projetada para ofertar mais qualidade no acolhimento a gestantes, evitar superlotações e permitir residências em enfermagem obstétrica e saúde materno-infantil. A obra teve custo de R$ 51 milhões para o cofre público,  

BOLETIM

Mato Grosso do Sul atingiu um novo recorde, com 42 óbitos registrados em apenas 24 horas e 1.447 casos , conforme boletim epidemiológico divulgado pela SES. Com isso, já são 197.541 diagnósticos positivos e 3.709 óbitos, desde o início da pandemia. 

De ontem para hoje, Campo Grande registrou 400 novos casos; Três Lagoas 198; Naviraí 84; Sidrolândia 48; Dourados 89; Corumbá 50; Eldorado 45; Ponta Porã 42; entre outros municípios.

Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí, Costa Rica, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Água Clara, Angélica, Aquidauana, Cassilândia, Chapadão do Sul, Itaquiraí, Ladário, Maracaju, Ponta Porã, Rio Verde de Mato Grosso, Sidrolândia e Três Lagoas são as cidades do Estado que apresentaram mortes nas últimas 24 horas.

Assine o Correio do Estado