Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Gradualmente, Saúde vai ampliar testes em drive-thru

Governo também vai coletar exames nas aldeias indígenas
01/05/2020 11:13 - Adriel Mattos, Ricardo Campos Jr


 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul vai ampliar os testes feitos no drive-thru para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (1º) durante transmissão ao vivo do Governo do Estado na rede social Facebook.

“Não queremos que ninguém fique sem fazer o teste no Estado, especialmente o RT-PCR, que identifica pequenas partículas do vírus no organismo da pessoa. Por isso que vamos ampliar. Começamos com 50, passamos para 60 e na semana que vem queremos fazer 100 testes diários e ampliarmos, se for necessário, em Dourados”, disse o titular da SES, Geraldo Resende (PSDB).

Na próxima quarta-feira (6), começará o processo de testagem nas aldeias indígenas do Estado. “Temos a segunda maior população indígena do país, mais de 70 mil, que estão em aldeias e reservas, outros em áreas urbanas. Em municípios como Dourados, a reserva se confunde com os bairros. Um grande adensamento populacional lá nos preocupa, porque moram na mesma casa, e às vezes em condições precárias, quantidade grande de indígenas. Vamos implementar um sistema sentinela coletando dez exames de indígenas por semana selecionados pelas unidades de saúde. A equipe foi treinada ontem e está preparada. Vamos fazer isso todas as semanas. O projeto piloto vai ser Dourados, mas queremos estender para as demais aldeias do Estado”, explicou o secretário.

Mato Grosso do Sul tem hoje 40 mil testes de biologia molecular para disponibilizar à população. “Os testes rápidos devem ser feitos após o oitavo dia após o começo dos sintomas. Vamos definir também como faremos. Já distribuímos a todos os municípios. Eles deverão ser feitos aos servidores da saúde, segurança, idosos acima de 60 anos e pessoas que mesmo jovens tenham doenças crônicas”, finalizou.

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.