Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LEI SANCIONADA

Habitação suspende cobrança de juros durante a pandemia

Nova Lei entrou em vigência nesta segunda-feira (29)
29/06/2020 13:20 - Gabrielle Tavares


Nesta segunda-feira (29) foi sancionada a Lei n. 6.471, que autoriza a Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (AMHASF) a suspender cobrança de encargos no período da pandemia da Covid-19. A decisão foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande).

De acordo com a Lei, a AMHASF está autorizada a suspender juros por atraso das parcelas referentes aos meses de março a junho de 2020, período de maior incidência do coronavírus. Também neste período a Agência pode não abrir ações judiciais ou extrajudiciais contra o mutuário.

As parcelas são referentes aos programas habitacionais firmados com a AMHASF.  Ainda de acordo com a Lei, a Agência poderá estender para outros períodos, o benefício previsto nesta Lei, mediante ato próprio, enquanto durar a situação de emergência no âmbito do em Campo Grande.

O texto publicado junto a nova medida, diz que o objetivo da mudança é atenuar as consequências econômicas ocasionadas pelas medidas temporárias adotadas, no âmbito da Administração Pública do Município, para a prevenção do contágio da doença Covid-19 e o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional, decorrente do coronavírus.

 
 

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.