Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

"DO MESMO SANGUE"

Hemosul alcança mais mil doações e monumento ganha mais cor em Campo Grande

Em 20 dias, campanha rendeu 2 mil bolsas de sangue, e meta é chegar a 5 mil
25/08/2020 07:46 - Adriel Mattos


A campanha do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul (Hemosul) rendeu mais doações e bateu a marca de 2 mil bolsas de sangue em 20 dias.

O Monumento das Araras, na Praça União, no bairro Amambaí, em Campo Grande, ganhou um pouco mais de cor, na segunda-feira (24).

O artista plástico Cleir Ávila concluiu a segunda etapa da pintura do monumento do espaço conhecido como Praça das Araras, que só será concluída após ser atingida a meta de 5 mil doações.

Cleir lançou a obra em 1996 e incluiu a arara vermelha junto às araras azuis a partir de uma pesquisa que indicou que ambas convivem em perfeita harmonia na natureza.

“A solidariedade está sendo o ponto-chave dessa campanha e ver a arara sendo colorida com a colaboração de pessoas que já doavam e também de novos doadores que chegam no Hemosul querendo ajudar é incrível”, avalia Marli Vavas, coordenadora do Hemosul.

A campanha “Do Mesmo Sangue” é uma parceria do Hemosul, Sicredi e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), e tem objetivo de estimular a solidariedade através da arte.  

 
 

SERVIÇO

Em Campo Grande, o Hemosul está localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304. O atendimento de segunda a sexta-feira é das 7h às 17h, e aos sábados de 7h às 12h.

Para doar é necessário levar documento oficial com foto, estar bem alimentado, ter mais de 55 quilos e possuir idade entre 16 e 69 anos. Outros critérios para doação pode ser consultados no site do Hemosul.

Cidadãos de Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Paranaíba e Coxim também pode participar da campanha. Confira aqui o endereço de cada Hemocentro.

 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!