Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPANHA

Hemosul atinge meta de doação de sangue e monumento em Campo Grande ganha cor

Campanha entre Poder Público e banco visa incentivar doação de sangue no Estado
17/08/2020 10:01 - Adriel Mattos


A campanha do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul (Hemosul) já deu os primeiros resultados e já bateu a primeira meta de mil doações de sangue.

O Monumento das Araras, na Praça União, no bairro Amambaí, em Campo Grande, voltou a ganhar sua cor vermelha na manhã desta segunda-feira (17).  

O artista plástico Cleir Ávila iniciou a primeira etapa da pintura do monumento do espaço conhecido como Praça das Araras, que só será concluída após ser atingida a meta de 5 mil doações.

“Ver a participação das pessoas com o maior interesse de ir fazer a doação é uma satisfação muito grande, especialmente num momento desse que a gente está realmente precisando [na pandemia]. Saber que a arara vai voltar a cor dela é muito gratificante”, declarou.

Cleir lançou a obra em 1996 e incluiu a arara vermelha junto às araras azuis a partir de uma pesquisa que indicou que ambas convivem em perfeita harmonia na natureza.

A campanha “Do Mesmo Sangue” é uma parceria do Hemosul, Sicredi e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), e tem objetivo de estimular a solidariedade através da arte.  

 
 

SERVIÇO

Em Campo Grande, o Hemosul está localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304. O atendimento de segunda à sexta-feira é das 7h às 17h, e aos sábados de 7h às 12h.

Para doar é necessário levar documento oficial com foto, estar bem alimentado, ter mais de 55 quilos e possuir idade entre 16 e 69 anos. Outros critérios para doação pode ser consultados no site do Hemosul.

Cidadãos de Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Paranaíba e Coxim também pode participar da campanha. Confira aqui o endereço de cada Hemocentro.

 

Felpuda


Casal de políticos muito conhecido a-do-ra cargos públicos, e, assim, “um puxa o outro” na maratona política, que inclui disputa de mandatos, direção de órgãos e até mesmo nomeações com prerrogativa de não ter de bater ponto. A nova empreitada agora é conquistar uma das prefeituras do interior. Em caso de derrota, é quase certo que os nomes de ambos deverão aparecer no Diário Oficial antes mesmo do fim deste ano.