Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

VEJA COMO DOAR

Hemosul precisa com urgência de doadores de sangue

Sangue O-, usado em vítimas de acidentes graves, está com estoque baixo
11/12/2019 16:01 - GLAUCEA VACCARI


Estoques de sangue dos tipos O negativo estão praticamento zerados no Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul (Hemosul). Por conta disso, o órgão convoca os doadores de Campo Grande para auxiliarem na reposição dos estoques de sangue.

O sangue O- é usado quando não há tempo para descobrir a tipagem sanguínea de uma vítima de acidente grave, por exemplo.

As doações podem ser feitas no Hemosul Coordenador, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1.304, Centro; e no Hospital Regional, na Rua Engenheiro Lutherio Lopes, 36, Aero Rancho.

QUEM PODE DOAR

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos e levar um documento oficial com foto. No Hemosul, quem tem 16 e 17 anos precisa estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal para fazer a doação. Caso o menor de idade seja emancipado, ele pode ir sozinho, levando o documento de emancipação. Já se for casado, deve levar a certidão de casamento.

A primeira doação somente pode ser feita até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador de sangue. Em Mato Grosso do Sul, a Rede Hemosul também aceita apenas doadores com 55 quilos ou mais.

É necessário informar o profissional de saúde sobre os remédios que está utilizando. Também é preciso estar bem alimentado para doar sangue, sendo recomendável apenas evitar excesso de gordura. 

Algumas doenças impedem a doação, sendo elas doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS, Sífilis. Quem estiver com gripe ou alergia deve esperar sete dias após sarar para doar sangue.

A frequência máxima de doações por ano é 4 vezes para o homem e de 3 doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de 2 meses para os homens e de 3 meses para as mulheres. 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!