Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ABUSO

Homem dirige bêbado com som alto na área do Detran e vai parar na cadeia

Condutor terá de pagar multa de quase R$ 3 mil, custos de regularização da documentação do carro e ainda o valor da fiança para sair da prisão
03/08/2020 15:40 - Marcos Pierry


A Polícia Civil de Campo Grande prendeu um homem de 40 anos na tarde desta segunda-feira por ser flagrado sob efeito de bebida alcoólica durante a condução de um veículo dentro da sede do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande. 

Agentes de fiscalização do Detran-MS abordaram o infrator após receberem a denúncia de que ele estaria fazendo manobras arriscadas em uma das pistas internas do Detran e com som do carro em volume alto.

Infrator

Durante abordagem, os agentes do Detran realizaram o teste de bafômetro, verificando que o homem, de fato, tinha ingerido níveis de álcool acima do que a lei permite. 

O resultado do teste indicou um índice de 0.62 mg de álcool por litro de ar alveolar, o que, segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), configura crime de trânsito.

Segundo informações recolhidas pela assessoria de comunicação do Detran, o condutor disse que trabalha como guarda patrimonial e que passou a madrugada de plantão. 

Após deixar o serviço, hoje pela manhã, ele teria bebido quatro latas de cerveja ao chegar em sua residência.

Para piorar a situação, o documento do carro do infrator estava vencido e o veículo foi recolhido para o pátio do Detran. 

Ele foi autuado por dirigir embriagado e conduzido até a delegacia de Polícia Civil. A multa aplicada nesse caso, considerada gravíssima, é de R$ 2.934,70. 

Além dessa quantia, o homem deverá arcar ainda com o valor da fiança para ser liberado.

Detran

Para o chefe do setor de fiscalização de Trânsito do Detran-MS, Otílio Ruben Ajala Junior, o condutor extrapolou os limites do bom senso quando assumiu a direção de um veículo em vias públicas, o que piora a situação tendo adentrado às dependências do órgão responsável pelo trânsito em Mato Grosso do Sul. “Isso demonstra o descaso do condutor”, frisa Ajala Junior.

 
 

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!