Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ALERTA

Homem internado na Santa Casa está em isolamento mesmo sem diagnóstico

Hospital fez exame para o novo Coronavírus e aguarda resultado, mas médicos descartam doença
24/02/2020 19:01 - Daiany Albuquerque, Yarima Mecchi


Um homem de 39 anos está internado em isolamento na Santa Casa de Campo Grande e ainda sem diagnóstico. Uma das doenças avaliadas é o novo Coronavírus, porém, segundo a assessoria de imprensa do hospital a equipe médica não acredita que ele esteva infectado pela doença, já que não apresenta todos os sintomas.

Conforme informado pelo centro médico, o homem deu entrada no local no domingo (23), às 4h20, levado pelo Samu, com fortes dores de cabeça, vômito, hipertenso, perda de força do membro superior direito e tontura. O paciente fez exames para várias doenças infecciosas e por bactéria, mas até agora o hospital não sabe dizer o que ele tem. 

O exame de dengue deu negativo e, segundo o hospital, por protocolo foi feito o exame para o Cov19, como é chamado o novo Coronavírus. Apesar de o resultado definitivo não ter saído, porque depende do laboratório da Secretaria de Estado de Saúde (SES), a equipe médica avalia que não seja a doença por conta da evolução dos sintomas apresentados. Também não foi relatado nenhuma viagem a China ou contato com pessoas que estiveram naquele país.

O hospital afirma que o homem é monitorado e como ainda não se sabe qual a doença ele tem, o paciente está em isolamento. Atualmente há apenas quatro casos suspeitos de Coronavírus no Brasil (três em São Paulo e um no Rio de Janeiro). Ao todo, já foram descartados 54 casos.

 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.