Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

QUEDA

Homem morre no macroanel, onde acidentes diminuíram há dois anos

Entre 2016 e 2018 registros - de mortes e outros casos - caíram, mas hoje uma pessoa morreu
05/03/2020 12:02 - Camila Andrade Zanin


 

A quantidade de acidentes registrados nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul, diminuiu entre o período de 2016 e 2018. Contudo, um acidente que aconteceu hoje envolvendo condutores de um moto e uma bicicleta, no macroanel - próximo a um residencial de luxo - deixou um morto e um ferido.

O acidente ocorreu no trecho urbano da BR-163, entre a saída de Três Lagoas (BR-262) e a saída para Nova Alvorada do Sul. O motociclista morreu no local, e o ciclista ficou gravemente ferido. As vítimas seguiam em sentidos opostos e bateram de frente. O ciclista teve fraturas nas pernas, braços e escoriações pelo corpo. Ele foi socorrido por equipe da CCR-MS Via, concessionária responsável pelo trecho e levado para a Santa Casa. Nenhuma das vítimas portava documentos pessoais e por isso não foram identificadas.

O macroanel é conhecido por ser um ponto perigoso e traiçoeiro. Contudo, o número de acidentes e de mortes, caiu gradativamente de entre os anos. Em 2016, aconteceu um total de 153 acidentes na rodovia. Destes, dez envolveram morte. Os dados são do Sistema BR-Brasil (SIGER2) desenvolvido pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), porém não há atualização dos anos de 2019 e 2020.

Os registros de acidentes em boletins de ocorrência em 2016, caiu para 129, e 7 mortes. Durante o ano de 2018, houve a maior queda, apresentando 95 acidentes, e registrados e apenas 4 mortes.

A BR-163 em MS, também é conhecida por ser um trecho de travessia perigosa, e teve queda na quantidade de acidentes no período. De 2016 para 2017, o número de acidentes registrados caiu de 1187 para 876. Entretanto, as mortes se mantiveram praticamente estáveis, com 65 e 62 registros respectivamente. 

No ano de 2018, o registro de boletins de ocorrência de acidentes e mortes diminuiu consideravelmente seguindo o mesmo comparativo. O número de acidentes foi de 573, enquanto a quantidade de mortes caiu para 27.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.