Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Após quatro meses, Hospital de Campanha da Lagoa será desativado no Rio de Janeiro

Unidade funcionava desde abril e contava com 200 leitos para tratamento da Covid-19
19/08/2020 22:00 - Agência Brasil


O hospital de campanha construído na zona sul do Rio de Janeiro para atender pacientes com covid-19 será desativado depois de quatro meses em funcionamento, por falta de demanda. A informação foi confirmada pela Rede D'or, que arcou com R$ 40 milhões dos R$ 60 milhões investidos pela iniciativa privada para construir o hospital.

Desde 25 de abril, o Hospital de Campanha da Lagoa-Barra atendeu 742 pacientes, somando esforços à resposta do Sistema Único de Saúde (SUS) no combate à pandemia.

O hospital teve mais de mil funcionários e foi construído em 19 dias, em uma parte do terreno do 23º Batalhão de Polícia Militar (Leblon).

A unidade contava com 200 leitos, sendo 100 de enfermaria e 100 de unidade de terapia intensiva (UTI.) Segundo a Rede D'or, equipamentos utilizados devem ser doados a hospitais universitários do Rio de Janeiro.   

Dados de ontem (18) da Secretaria Municipal de Saúde do Rio mostram que a ocupação de leitos de UTI para covid-19 no SUS na capital fluminense, que superou 90% no auge da pandemia, atualmente está em 62%.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!