Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REFORÇO NO ATENDIMENTO

Hospital Regional conta com mais 25 profissionais na linha de frente contra a covid-19

Contratações emergenciais foram publicadas no Diário Oficial desta quarta-feira e valem até janeiro, para médicos, e março, para enfermeiros
01/08/2020 10:30 - Marcos Pierry


O Hospital Regional recebeu mais um reforço em suas equipes com a chegada de 25 novos profissionais - três médicos e 22 enfermeiros. As contratações emergenciais foram publicadas no Diário Oficial do Estado dessa quarta-feira, 29, e irão valer por seis meses para os médicos, que vão atuar na função de clínico geral, com remuneração de R$ 9.650 mensais. 

Já os enfermeiros foram contratados por oito meses, permanecendo até março de 2021 com direito a proventos mensais de R$ 3.410 reais.

Devido ao grande aumento no número de internações em decorrência da Covid-19, o HR esteve à beira de um colapso nos atendimentos, há três semanas, quando registrou uma ocupação de 98% do total de leitos de UTI. 

Desde então, o governo do estado vem tentando ampliar a capacidade do hospital, segunda maior unidade hospitalar de Mato Grosso do Sul, por meio de medidas como novas contratações, adaptação de espaços para a instalação novos leitos e aquisição de equipamentos.

Outra medida paliativa tem sido o remanejamento de pacientes para outras unidades. Desde o dia 12 deste mês, o HR vem utilizando um contêiner para armazenar parte do número de vítimas que faleceram em decorrência de infecção por coronavírus.

O anúncio veio no mesmo dia em que a Secretaria Estadual de Saúde (SES) anunciou, por meio do Boletim Epidemiológico, que o HR não tinha nenhum leito de UTI disponível. 

No começo da semana, a Santa Casa convocou uma entrevista coletiva para divulgar que os leitos de UTI disponíveis para covid-19 também estavam todos ocupados e os pacientes estavam sendo atendidos na ala vermelha do hospital, a emergência. 

 Apesar da situação crítica no estado, o Prefeito Marcos Trad (PSD) abrandou as medidas de lockdown dos últimos dias e liberou atividades comerciais, funcionamento de shoppings e restaurantes nos finais de semana. 

 

 
 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.